Depois de ter disputado a última temporada no basquete turco, armador quer retornar aos EUA e acredita que será contratado

Em outubro de 2010, o armador Allen Iverson assinou um contrato de dois anos para defender o Besiktas, da Turquia. Oito meses se passaram e o jogador não pretende continuar no basquete europeu. O desejo é retornar aos EUA para encerrar a carreira na NBA.

Iverson, que completou 36 anos na última terça-feira (7), sofreu com lesões ao longo da temporada pelo Besiktas e acabou participando de apenas dez jogos pelo clube turco. Isso depois de não ter acertado com nenhuma equipe da NBA para a disputa do atual campeonato. Mesmo assim, ele está confiante de que conseguirá voltar a atuar na liga norte-americana.

“Sou eu, é isso que me dá confiança”, disse Iverson. “Eu sei do que sou capaz de fazer. Todas as pessoas do mundo sabem da minha capacidade. Todos sabem o que eu consigo fazer em quadra”.

Dez anos atrás, Iverson disputava as finais da NBA . Sob sua regência, o Philadelphia 76ers chegou à decisão contra o Los Angeles Lakers em 2001, mas acabou sendo derrotado por 4 a 1. As grandes atuações naquele campeonato renderam ainda o prêmio de MVP (melhor jogador) da temporada.

Apesar de tratar o retorno à NBA como prioridade, Iverson está ciente de que a ameaça de greve para a próxima temporada pode forçá-lo a continuar longe dos EUA. Mas parar de jogar parece ser uma opção fora de cogitação.

“Se isso (a volta à NBA) não acontecer, vou analisar as opções que me aparecerem e ver o que é melhor para a minha carreira”, afirmou Iverson. “Eu não quero ficar sem jogar basquete”.

Iverson disputou 14 temporadas na NBA até hoje, com médias na carreira de 26,7 pontos e 6,2 assistências por jogo. A trajetória na liga norte-americana foi quase toda construída no Philadelphia, mas o armador também teve passagens por Denver Nuggets, Detroit Pistons e Memphis Grizzlies.

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.