Oscar diz que convite para seleção brasileira jogar Mundial seria "vergonha"

Por Pedro Taveira - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Equipe comandada por Rubén Magnano não obteve vaga dentro de quadra, mas pode disputar torneio se for escolhida pela Fiba e pagar uma taxa

A seleção brasileira de basquete não tem vaga para o Mundial do ano que vem, que será realizado em agosto na Espanha. No entanto, um convite da Fiba (Federação Internacional de Basquete) pode colocar o time de Rubén Magnano no torneio. O que Oscar Schmidt, maior nome do esporte no Brasil, garante que recusaria por “vergonha”.

Concorda com Oscar que pagar para jogar Mundial seria vergonha para o Brasil? Comente

Oscar: Ídolo do basquete anunciou aposentadoria em 2002, mas ficou em quadra até 2003, aos 45 anos. Foto: Getty ImagesOscar é um dos maiores nomes da história do basquete brasileiro e mundial. Ele se despediu da seleção nos Jogos Olímpicos de 1996. Foto: Getty ImagesOscar participou do sorteio dos grupos do basquete masculino das Olimpíadas de 2012. O Brasil ficou fora do torneio da modalidade por três edições seguidas. Foto: Buda Mendes/Getty ImagesDepois da aposentadoria das quadras, Oscar virou comentarista e ardoroso defensor das seleções do Brasil. Foto: News Free/CON/Getty ImagesOscar tem 55 anos e jogou até os 45.. Foto: News Free/CON/Getty ImagesOscar Schmidt foi comentarista no último Pan e nos Jogos Olímpicos. Foto: Vicente SedaOscar, no início de carreira, ao lado de Carioquinha, à esquerda, e Ubiratan Maciel. Foto: Gazeta Press

“Eu espero que não apareça, porque vou ser o primeiro crítico desse convite. Se não classificou na quadra você vai porque pagaram? Eu teria vergonha de ir para um campeonato que, se pagou, joga”, afirmou Oscar nesta segunda-feira.

Na Copa América disputada em setembro, o Brasil, sem contar com seus principais jogadores, perdeu todos seus jogos e não conseguiu um dos quatro lugares no Mundial. No entanto, outras quatro vagas ainda estão abertas via convites da Fiba e são pleiteadas por 14 equipes mediante ao pagamento de uma taxa de valor não confirmado. A definição será em fevereiro.

Ernesto Carriço/Agência O Dia
Oscar Schmidt criticou possível convite para Brasil jogar Mundial da Espanha

Perguntado se aceitaria jogar o torneio nessas condições, Oscar foi firme: “Não. Claro que não! Vai jogar um campeonato pagando a vaga? É ridículo!”, disse o Mão Santa.

Oscar ainda criticou os atletas que não ajudaram o Brasil na Copa América. Nomes como Leandrinho, Anderson Varejão, Tiago Splitter e Nenê, que atuam na NBA, pediram dispensa por motivos particulares.

“Nossos jogadores que estão na NBA, lindo que estão lá, maravilhoso! É o objetivo de qualquer jogador. Mas existe seleção brasileira. Seleção brasileira é pra ser respeitada e se colocar à disposição sempre, ou quase sempre. E é o que não acontece com nossos jogadores”, criticou.

O maior alvo foi Nenê, que esteve no Brasil em outubro para participar de um jogo de pré-temporada da liga norte-americana entre Washington Wizards, sua equipe, e Chicago Bulls.

“O cara deixou de jogar mês passado uma classificação pra campeonato mundial. E ele vem para participar de um jogo de pré-temporada e não quer ser vaiado? Eu mesmo vaio ele”, falou Oscar.

Leia tudo sobre: oscar schmidtnenêbasquete

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas