Nenê ignora críticas por não disputar a Copa América e defende Rubén Magnano

Por Luís Araújo - enviado iG ao Rio de Janeiro | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Pivô do Washington Wizards afirma que treinador sabia da impossibilidade de participar da competição por causa da lesão no pé esquerdo

Ned Dishman/Getty Images
Nenê treina com o Washington Wizards no Rio

O desempenho na Copa América deste ano fez a seleção brasileira masculina de basquete passar longe de conquistar uma das quatro vagas disponíveis para o Mundial de 2014. Derrotado em todas as quatro partidas que disputou, o time comandado por Rubén Magnano foi alvo de muitas críticas. Parte delas diziam respeito à ausência dos jogadores que atuam na NBA. De passagem pelo Brasil para disputar uma partida de exibição pelo Washington Wizards contra o Chicago Bulls no sábado, no Rio de Janeiro, o pivô Nenê tratou de se defender.

Você concorda com o ponto de vista de Nenê? Deixe seu comentário

"As críticas não me incomodam porque eu sei o motivo da minha ausência e já expliquei", disse o pivô nesta quinta-feira, após o treino do Wizards na HSBC Arena, no Rio de Janeiro. "O motivo da ausência foi minha lesão no pé (esquerdo). Tem algumas pessoas que serão sensíveis à situação e irão entender, outras vão se aproveitar e criar polêmcia. Quem está à minha volta, sabe da minha índole, do meu caráter e do meu profissionalismo. Essas pessoas me entendem muito bem. Quem tinha de saber (da minha ausência) foi muito bem informado", completou.

Ao falar sobre quem deveria saber da sua ausência, Nenê refere-se a Magnano. O pivô contou que os dois conversaram e que o treinador entendeu muito bem a situação. Portanto, ele não se sentiu incluído quando o comandante da seleção brasileira demonstrou insatisfação, após a campanha na Copa América, com os atletas que não atenderam à convocação.

Felipe Dana/AP
Nenê joga com o Washington Wizards no Rio de Janeiro contra o Chicago Bulls no sábado

"Tem casos e casos. Quando alguém promete uma coisa, precisa cumprir. Depois, se não cumpre, a responsabilidade cai nas costas. Mas, sobre mim, ele sabia", afirmou Nenê, sem especificar quais são estes outros casos.

O próprio treinador foi defendido por Nenê das críticas que recebeu após a Copa América. "Temos de continuar colhendo os frutos e valorizando as pessoas. Alguns meteram o pau no Magnano, coisa que eu sou contra. Ele veio, estimulou todos os jogadores e conseguiu resultados importantes. Por causa de um resultado, querem sacrificá-lo. Sou contra. Ele e os jogadores estão no caminho certo. O que aconteceu deve ser usado como aprendizado", declarou o pivô.

A lesão no pé esquerdo já incomodava Nenê desde as Olimpíadas de Londres 2012 e o limitou a participar de 61 das 82 partidas que o Wizards fez na última temporada. Mas o período longe das quadras nas férias o ajudou a reencontrar o melhor da sua forma física. "Eu me preparei, evitei impactos, fiz uma preparação legal e estou pronto para disputar o campeonato", encerrou o brasileiro.

Leia tudo sobre: Washington WizardsNBABasqueteNenê HilárioRubén Magnano

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas