Tamanho do texto

Jogador da seleção masculina de basquete 'estranhou' que os espanhóis sofreram 37 pontos em apenas um quarto

Marcelinho Huertas desconfia da derrota da Espanha para o Brasil nos Jogos
AP
Marcelinho Huertas desconfia da derrota da Espanha para o Brasil nos Jogos

Vivendo na Espanha há oito anos, Marcelinho Huertas demonstra carinho pelo país a ponto de se declarar torcedor fanático do Barcelona, mas não aceita bem a derrota da seleção espanhola para a brasileira, na última rodada da fase de grupos dos Jogos Olímpicos de Londres.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Os espanhóis eram favoritos, mas, ao perderem, pegaram uma chave mais tranquila, na qual só enfrentariam os Estados Unidos na final - como aconteceu. E os europeus ficaram com a medalha de prata.

Leia mais:  Marcelinho Machado anuncia aposentadoria da seleção de basquete

"Sofrer 37 pontos no último quarto, da maneira que foi, não seria o habitual, mas não convém a mim analisar. A imprensa espanhola ficou falando demais", disse Huertas, ao Sportv. Ao vencer, o Brasil pegou a Argentina nas quartas de final, em vez da França. Apesar da derrota para o hermanos , o brasileiro não se arrepende da vitória sobre a Espanha.

Confira ainda:  LeBron James manifesta desejo de disputar Olimpíadas do Rio de Janeiro

"Nem cogitamos perder de propósito, até porque a Argentina é tão difícil quanto a França. Tínhamos que pensar primeiro em passar das quartas de final, para depois pensar nos Estados Unidos. Imagina o quanto de crítivas ouviríamos se entregássemos e depois perdessemos para a França", declarou.

Fã do Barcelona, principalmente quando Rivaldo, Romário, Ronaldo e Ronaldinho estiveram no time, Huertas ainda tem mais três anos de contrato com o time catalão. E sua vontade é cumprir o vínculo e até, quem sabe, renová-lo. Nada que o impeça de ainda jogar no Brasil. "Meu sonho é terminar a carreira no Paulistano, onde comecei. Mas o futuro deixa para o futuro".