iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Basquete

07/02 - 14:10

Em Belo Horizonte, Pinheiros/SKY termina cansativa maratona

A equipe comandada pelo treinador Cláudio Mortari encerrou a seqüência com uma derrota por 92 a 87 para o Pitágoras/Minas

Gazeta Esportiva

Nove dias, cinco partidas e 3,4 mil quilômetros percorridos. Números que mostram a cansativa maratona enfrentada pelo Pinheiros/SKY no NBB. Neste domingo, em Belo Horizonte (MG), a equipe comandada pelo treinador Cláudio Mortari encerrou a seqüência com uma derrota por 92 a 87 para o Pitágoras/Minas.

O técnico analisou a partida, lamentando a derrota. "Começamos bem, terminamos o primeiro quarto na frente (25 a 24), mas depois a equipe foi sentindo o cansaço. O Pitágoras/Minas, que é um time de bastante qualidade, se aproveitou e conseguiu abrir boa vantagem nos dois quartos seguintes (24 a 13 no segundo; e 27 a 17 no terceiro). Tentamos reagir no último, fizemos um ótimo quarto (32 a 17), mas já era tarde para conseguir a virada", comentou Mortari.

Desde o dia 29 de janeiro, o Pinheiros/SKY realizou cinco jogos fora de casa, passando por dois estados do sudeste brasileiro, além do Distrito Federal, com paradas em Assis (SP), Bauru (SP), São José dos Campos (SP), Brasília (DF) e, finalmente, Belo Horizonte (MG).

Com o término da maratona, a equipe terá o merecido descanso e o técnico Mortari retomará a rotina dos treinamentos na capital paulista, já que a próxima partida acontecerá apenas em 26 de fevereiro.

"Foi uma seqüência desgastante. Enfrentamos uma série grande de jogos, viagens e fortes adversários em um curto espaço de tempo. Agora o NBB terá uma parada e isso nos ajudará a recuperar o time física e taticamente para o resto da competição", finalizou Mortari.

Após a seqüência de cinco jogos consecutivos fora de casa, a equipe voltará a atuar em seu Ginásio Poliesportivo, em São Paulo (SP). No dia 26, às 20 horas, o time enfrenta o Guaraná Antarctica/Vitória/Saldanha da Gama, do Espírito Santo.

Vila Velha vence após polêmico caso de Manuil e Duda - O Vila Velha se recuperou rapidamente de da derrota para o Flamengo, vencendo em casa o atual campeão paulista, o São José dos Campos,  por 73x61.

O ala Cicero Gonzaga, segundo cestinha da equipe com 11 pontos,  comentou a importante vitória e a boa atuação do pivô reserva Ralfi Ansaloni que soube substituir muito bem o titular Manuil - ele ficou de fora depois de acertar uma cotovelada no ala Duda Machado, do Flamengo, e pode ficar por até 24 meses suspenso.

"Tivemos pouco tempo de descanso depois do jogo de sexta a noite, que mexeu muito com o emocional  da equipe, além  do forte calor que vem fazendo no ES, mas entramos focados para esse jogo de manhã. O São José tem uma forte equipe, não é atoa que foi campeão paulista, e essa vitória foi importante para levantarmos a auto-estima", analisou Gonzaga, que comemorou o resultado.

"O Ralfi aproveitou muito bem a ausência do Mineiro no garrafão e soube ser a nossa referência, já que estavamos sem o Manuil neste jogo. Tentei  contribuir com a equipe em todos os fundamentos, acho que o importante foi termos somado pontos na tabela, não somos uma equipe cheia de estrelas, mas sabemos como ganhar jogos", completou o ala, que terminou a partida com 11 pontos e três rebotes.

O próximo desafio do Vila Velha/Cetaf  é apenas no dia 26 de Fevereiro contra o Paulistano em São Paulo, às 19 horas.

Confira os resultados da rodada:
Saldanha da Gama 65 x 90 Flamengo
Vila Velha 73 x 61 São José dos Campos
Universo/Brasília 109 x 80 Paulistano
Pitágoras/Minas 92 x 87 Pinheiros/Sky
Assis Basket 72 x 68 Araraquara/Palmeiras

*17 horas - Bauru x Franca

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias