iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Basquete

02/12 - 19:52

Ourinhos derrota Santo André e abre 1 a 0 na semi do Nacional

Placar no Ginásio Monstrinho foi de 83 a 59; grande destaque da partida foi Êga, com 20 pontos e 9 rebotes

Gazeta Esportiva

OURINHOS - Melhor equipe da primeira fase, o Ourinhos confirmou o favoritismo e derrotou, nesta terça-feira, o Santo André pelo placar de 83 a 59, largando na frente no confronto semifinal do Nacional feminino de basquete, em partida realizada no Ginásio Monstrinho, na cidade de Ourinhos. O grande destaque da partida foi Êga, com 20 pontos e 9 rebotes.

“Começamos desatentas com a defesa. O cansaço e falta de um pouco de vergonha na cara fez nosso desempenho não ser o ideal no começo. Mas, depois o time acordou e abriu o placar, declarou a pivô.

O Santo André não se intimidou e começou jogando de igual para igual com Ourinhos. O aproveitamento nas bolas de três pontos fizeram a equipe do ABC largar na frente. O Ourinhos, por sua vez, demorou para entrar no jogo, melhorando na partida quando sua defesa tornou-se mais forte. No segundo quarto, o panorama se modificou. O time da casa tomou conta da partida e investiu nos contra-ataques. Os arremessos começaram a cair e Ourinhos disparou no placar, terminando o primeiro tempo na frente, 40 a 31.

Na volta do intervalo, o jogo de garrafão de Ourinhos apareceu. Com rápidas trocas de passes e Êga apanhando a maioria dos rebotes ofensivos, a equipe do interior abria uma diferença cada vez maior. Porém no final do terceiro período, Santo André voltou a acertar bolas do perímetro e diminuiu a vantagem.

A ‘mão quente’ de Santo André mudou de lado na abertura do último quarto e Ourinhos teve um grande aproveitamento na última parte do jogo. A defesa das meninas do ABC não rendera mais devido ao cansaço e, a conseqüência, foi o passeio das adversárias e a vitória com a diferença de 24 pontos. A disparidade entre os dois elencos foi clara e declarada pela técnica da equipe do ABC, Laís Helena.

“Precisamos de um ranqueamento de jogadoras para alavancar a modalidade. Não pode uma equipe ter cinco jogadoras da seleção brasileira. Temos que pensar na modalidade e não em um time”, reclamou. A nota triste é a lesão da jogadora Kattynha, destaque do Santo André, que pode desfalcar a equipe nos próximos jogos.


Leia mais sobre: basquete Nacional feminino de basquete

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias