iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Basquete

20/09 - 19:47

Catanduva bate Ourinhos e garante título paulista após 28 anos

Equipe encerrou a hegemonia de Ourinhos, que tentava o quinto título consecutivo do Campeonato Paulista

Gazeta Esportiva

CATANDUVA - Depois de 28 anos, o Catanduva voltou a ser campeão paulista feminino de basquete. Neste sábado, o Açúcar Cometa/Unimed/Catanduva derrotou o Colchões Castor/ FIO/ Unimed/Ourinhos por 64 a 56 (31 a 30 no primeiro tempo), fez 3 a 2 na série melhor-de-cinco e pôde comemorar a conquista estadual, encerrando a hegemonia do adversário que tentava o quinto título consecutivo.

Desde 1980, quando era representado pelo Clube Higienópolis e contava com Hortência, que o Catanduva não chegava o título. Contando todos os triunfos (1978, 1979, 1980 e 2008), a cidade soma agora quatro conquistas estaduais.

Com a vitória deste sábado, Catanduva se vinga do Ourinhos, que chegou ao tetracampeonato brasileiro neste ano ao vencer as catanduvenses.

Além disto, o time de Catanduva precisou se recuperar na série decisiva do Paulista, já que, após vencer o primeiro duelo por 65 a 56, foi derrotado nos confrontos seguintes por 85 a 70 e por 69 a 67.

Na quarta partida, precisando da vitória a qualquer custo para continuar sonhando com o título, o Catanduva triunfou por 68 a 53.

Por fim, jogando em casa no duelo decisivo, o time catanduvense, comandado pela armadora Karla, contou com os pontos 18 pontos de Natália, cestinha da partida, e com os 15 pontos de Silvinha para chegar ao título. Karen, irmã de Silvinha, foi o grande destaque do Ourinhos, deixando a partida com 11 pontos.

O jogo: Como não poderia ser diferente, a partida foi marcada pelo equilíbrio e assim, nenhuma das duas equipes conseguiu abrir uma boa vantagem de pontos.

O Ourinhos terminou o quarto inicial na frente, vencendo por 19 a 12 graças à inspirada Karen, que liderava a equipe com seus arremessos de três pontos.

Contudo, no período seguinte, o Catanduva, contando com o bom desempenho de Natália, com dez pontos, e Sílvinha, com seis ponto, reagiu e com uma sexta no último lance, terminou o primeiro tempo na frente vencendo por 31 a 30.

No terceiro quarto, as equipes seguiam demonstrando nervosismo, principalmente nos seguidos arremessos de três pontos desperdiçados. A exceção ficou por conta de Karla, que em um destes lances, acertou com precisão e fez 45 a 41 para o Catanduva em um destes lances. Estes pontos, por sinal, seriam fundamentais para que o time da casa vencesse o penúltimo período da partida por 47 a 45.

O que se viu na parcial decisiva foi um show de Catanduva. O time da casa abriu cinco pontos de diferença e dominou o placar. A equipe de Ourinhos parecia nervosa e não conseguia diminuir a desvantagem.

Neste ritmo, Catanduva chegou a abrir 13 pontos de diferença (60 a 47) e caminhou para fechar o jogo por 64 a 56 e comemorar a quebra do tabu de 28 anos com a conquista do título estadual.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias