iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Basquete

14/06 - 16:24

Afastada da seleção de basquete, Iziane critica técnico
O técnico Paulo Bassul mandou Iziane embora da seleção brasileira após a ala do Atlanta Dream, da WNBA, ter se recusado a entrar na quadra nos minutos finais da partida de sexta-feira contra a Bielo-Rússia (derrota por 86 a 79), pelas quartas-de-final do Torneio Pré-Olímpico de Basquete na Espanha, que valia vaga para os Jogos de Pequim. Neste sábado, depois de noite mal dormida e ainda com os olhos inchados, Iziane resolveu explicar sua posição, já que ela se recusou a comentar seu problema com o treinador após o fracasso brasileiro em Madri.

Agência Estado

Ela disse que também não vestirá mais a camisa da seleção enquanto Paulo Bassul for o técnico. O racha é irreparável mesmo se o Brasil se classificar para a Olimpíada da China.

"Eu estava jogando bem (tinha feito 10 pontos), mas ele me tirou da quadra, me usou alguns minutos no terceiro quarto e depois me deixou 20 minutos no banco. Como ele pode deixar a suposta estrela do time fora. A estrela tem de estar na quadra. Faltando dois minutos para o fim da prorrogação, ele pediu para eu entrar. Recusei porque estava fria. Ele deveria ter apostado no time que escolheu a maior parte do tempo", disse a jogadora.

"Eu errei, havia um comando ali e eu deveria ter ajudado a seleção brasileira. Mas esse é o meu temperamento e foi assim que eu sempre conquistei as minhas coisas. Eu estava torcendo pelo Brasil, mas psicologicamente não tinha como ajudar o time naquele momento".

Na manhã deste sábado, Iziane foi comunicada oficialmente do seu desligamento da delegação. Ela já não vestia o uniforme da equipe. Foi avisada também que não poderia mais participar das atividades do time em Madri.

Bassul reuniu o grupo antes do café, sem Iziane, para explicar a situação. E proibiu as meninas de insistirem no assunto com a imprensa. Estavam proibidas de comentar o 'caso Iziane'.

Iziane disse que a seleção tem condições de conseguir a vaga para os Jogos da China sem a sua participação. Em Madri, ela fez 28 pontos contra Ilhas Fiji e 18 contra a Espanha. "As meninas me prometeram isso".

Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar