iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Basquete

11/06 - 09:11

Kobe destaca calma para diminuir vantagem dos Celtics
Se nas duas primeiras partidas da série final da NBA havia brilhado a estrela de Paul Pierce, nesta terça-feira, Kobe Bryant voltou a dominar as ações. Eleito o MVP (Jogador Mais Valioso) da temporada 2007/08, o ala comandou o Los Angeles Lakers na vitória por 87 a 81 sobre o Boston Celtics, que recolocou a franquia californiana na briga pelo título da liga.

Gazeta Esportiva

Agora que perdem o confronto decisivo por 2 a 1, os Lakers vislumbram um empate na próxima terça-feira, quando as equipes voltam a se encontrar em Los Angeles para o quarto jogo. E para se colocar nessa situação os comandados de Phil Jackson devem muito a Kobe, autor de 36 pontos e sete rebotes na noite desta terça.

“Não era o fim do mundo, e o que eu tentei fazer foi manter meus companheiros calmos”, afirmou o ala. “Eles (os Celtics) fizeram um ótimo trabalho ao defender o mando de quadra. Nós sabíamos que tínhamos de vir aqui e fazer o mesmo. Nós apenas queríamos jogar, não acho que havia alguém desesperado”.

Após a partida, o destaque dos Lakers ganhou o respaldo de Jackson, que busca o décimo título da NBA como técnico. “Acho que não há dúvidas que esta é a liderança de Kobe Bryant. Ele foi agressivo desde o início”, elogiou o comandante, antes de falar sobre a quarta partida da série. “Não foi um jogo bonito, mas vamos nos recompor amanhã (quarta-feira) e tomara que possamos jogar um melhor basquete na terça”.

Além de elogiar sua maior estrela, Jackson não se esqueceu da bela partida do ala-armador Sasha Vujacic, que saiu do banco de reservas para marcar 20 pontos. “Quando ele arremessou livre, converteu. Na parte defensiva ele foi importante para nós, não teríamos vencido o jogo sem a sua ajuda”.

Com média de 8,8 pontos na atual temporada, o esloveno conseguiu ser o segundo maior pontuador de sua equipe mesmo tendo permanecido em quadra por 27 minutos. “Nós jogamos com o coração. Não tivemos um grande jogo, nem sequer atuamos bem. Mas brigamos, e essa foi a chave. Esta é a final da NBA, e eu estava sonhando com isso durante toda a minha vida”.

Devido à grande atuação, Vujacic deixou em segundo plano os principais “parceiros” de Kobe durante a temporada: Lamar Odom (quatro pontos e nove rebotes) e Pau Gasol (nove pontos e 12 rebotes). Nesse sentido, o pivô espanhol admitiu que não esteve em suas melhores noites: “Na defesa estive bem, porém no ataque fui nefasto. Foi provavelmente uma das piores partidas da minha carreira”.

Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar