iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Basquete

11/06 - 09:41

Derrota não abala Pierce: 'Ainda nos sentimos a melhor equipe'
Após ultrapassar a cada de 20 pontos nos dois primeiros jogos da série final da NBA, Paul Pierce esteve longe do melhor nível na noite desta terça-feira. O total de apenas seis tentos registrados foi o mais baixo do ala do Boston Celtics em toda a temporada 2007/08, mas ele garante que nem sua pontuação, nem a derrota para o Los Angeles Lakers por 87 a 81 o abala: “Ainda nós sentimos como se fôssemos o melhor time”.

Gazeta Esportiva

Embora já tenha nove anos como profissional, todos jogados na franquia de Massachusetts, Pierce está vivendo sua primeira final da liga norte-americana. Curiosamente, calhou que o confronto decisivo fosse justamente contra os Lakers, equipe que o ala acompanhou de perto durante grande parte de sua vida – é nascido em Inglewood, nas cercanias de Los Angeles.

E para tentar faturar para os Celtics um título que não vem desde 1986, ele garante que o mau desempenho nesta terça não terá interferência. “Nosso trabalho é ganhar duas vezes como visitantes. Esse é nosso foco, e não estamos desistindo dele. Não tenho nada para realmente me preocupar, tenho apenas que me acalmar, respirar fundo e jogar como eu tenho jogado”.

Com médias de 19,6 pontos na atual temporada e 23,1 em toda a carreira, Pierce esteve com problemas de falta no terceiro jogo da série e por isso atuou apenas por 31 minutos. Apesar da derrota, ele ressalta que os Celtics impuseram dificuldades mesmo atuando mal. “Nós estivemos no jogo mesmo que eu e Kevin (Garnett) não tenhamos ido bem. Tivemos nossas oportunidades e acho que temos grande chance de vencer o jogo 4”, disse ele, em referência à partida que ocorre na próxima quinta, também na Califórnia.

Cestinha disparado da equipe com 25 pontos, o armador Ray Allen foi pela mesma linha de Pierce. “Tão mal como jogamos, ainda tivemos chances e isto é positivo. Podemos olhar para isso, mas não acho que em qualquer lado da quadra fomos bem. Temos muito espaço para melhorias”.

Autor de 13 tentos e 12 rebotes, Garnett admitiu que não esteve em suas melhores noites. “Fiz um jogo horrível. Mas não é um jogo fácil, sei que às vezes fazemos isto parecer fácil, mas é uma grande coisa jogar nesta liga. Ainda temos algumas partidas para realizar, e tenho certeza que faremos melhor”.

Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar