Piloto de 23 anos morreu nesse fim de semana em prova disputada em Orizânia, interior de Minas Gerais

A morte do piloto de Motocross Swian Zanoni Coelho Gomes nesse domingo (18) causou grande comoção na comunidade do esporte a motor no Brasil. Com 23 anos, Zanoni morreu durante uma prova de Motocross disputada em Orizânia, pequena cidade mineira a 300 km da capital do Estado, Belo Horizonte.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O piloto perdeu o controle de sua moto já na parte final da prova e bateu em uma árvore. Zanoni foi socorrido após o acidente, mas chegou já sem vida ao hospital de Divino, cidade próxima a Orizânia e terra natal do piloto. Ao iG , a Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) informou que o evento na cidade mineira era uma “prova pirata”, isto é, sem participação de nenhum órgão oficial do motociclismo nacional. A entidade decretou um luto oficial de três dias.

Swian Zanoni defendia o Brasil no Mundial de Motocross
Divulgação
Swian Zanoni defendia o Brasil no Mundial de Motocross

Talentoso, Zanoni representava o Brasil no Mundial

Zanoni era considerado uma das grandes promessas do Motocross brasileiro. A comunidade do motociclismo nacional considerava o piloto como um jovem com muito potencial para brilhar nos próximos anos. Nascido em 18 de abril de 1988, o mineiro entrou para o mundo da velocidade aos oito anos de idade.

Para ficar próximo às competições do Mundial, Swian havia se mudado para a Itália. Em 2011, como estreante, ele era o único representante do Brasil no Mundial da categoria. Chegou a disputar 10 provas do campeonato pela equipe italiana Martin Racing Honda, mas, na etapa da Letônia, sofreu uma fratura do antebraço e estava em período de recuperação.

Apesar da pouca idade, o brasileiro já colecionava conquistas significativas. Em 2010, foi condecorado com o prêmio Moto de Ouro de melhor piloto de MX. Além disso, foi 20 vezes campeão carioca de motocross e supercross, 3º lugar no Supercross Dortmund-Alemanha, em 2008, vice-campeão latino-americano de Supercross na Costa Rica também em 2008, e conquistou competições brasileiras, dentre elas o Arenacross 2010, na categoria Pró, a Superliga Brasil de Motocross 2010, categoria MX2 e Copa Brigadeiro de Motocross 2010 nas categorias MX2 e MX1.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.