Zonta reprova e Rocha é a favor a obra. Khodair diz que foi bem feita, mas faz ressalvas

Nesta quinta-feira (4), a nova chicane do Autódromo de Interlagos, construída com o objetivo de aumentar a segurança na Curva do Café, foi testada pela primeira vez na Stock Car . O trecho dividiu opiniões: Ricardo Zonta, da Crystal Racing Team, foi um dos não gostou do trecho.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“As reclamações vão ser mais em termos da cor da tinta da zebra. É tudo da mesma cor, é difícil de olhar a parte mais alta porque é da mesma cor da parte mais baixa. A principal reclamação vai ser essa”, disse Zonta, ao iG .

Tuka Rocha, por sua vez, aprovou a chicane. O piloto, que volta a correr após grave incidente em Jacarepaguá (RJ), ficou surpreso com o resultado da obra.

“Muito bem feita. Primeiro fizeram errado, e até dois dias atrás não estava pronta e eu estava em dúvida com relação ao resultado, mas ficou muito boa, está muito bem feita”, declarou o piloto.

Companheiro de Tuka Rocha na Vogel Motorsport, Allam Khodair elogiou a nova chicane, mas fez uma ressalva em relação às irregularidades na saída do trecho.

“O que preocupa é mais a questão da segurança do carro. Tem uns 'cucurutos' nela, principalmente na saída, e se na corrida vier pegando, é perigoso”, disse Khodair, que não acredita que o novo trecho vá causar dificuldades de adaptação para os pilotos da Stock Car.

“Não precisaria nem de um treino extra, só de cinco, seis voltas. Acho que não tem dificuldade nenhuma, foi bem feita, só a saída preocupa um pouco”, completou, também ao iG .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.