Tamanho do texto

Com sua Red Bull "de luto", o piloto liderou a prova de ponta a ponta para conquistar o triunfo na sexta etapa do campeonato

De maneira soberana, Cacá Bueno liderou a sexta etapa da temporada 2011 da Stock Car praticamente de ponta a ponta e, neste domingo (3), venceu sua segunda corrida no ano, cruzando a linha de chegada no circuito de Jacarepaguá seguido pelo irmão Popó Bueno. O piloto da Red Bull, que assim como Daniel Serra correu de luto em protesto pela punição sofrida pela equipe em Campo Grande , dessa vez só teve motivos para comemorar. No pódio dominado pela família Bueno, Thiago Camilo terminou em terceiro, vencendo o duelo com Marcos Gomes.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

A prova ficou marcada pelo incêndio no carro 25 de Tuka Rocha . Ainda no fim da primeira volta da prova, o paulista da Vogel viu seu bólido pegar fogo, e com muita fumaça em seu cockpit, e se jogou desesperadamente, caindo na grama ao lado da antiga reta dos boxes em Jacarepaguá. Após ter inalado muita fumaça, o piloto desmaiou, mas logo retomou a consciência. As primeiras informações dão conta que Rocha passa bem após sua remoção ao centro médico do autódromo.

Camilo garantiu seu lugar no pódio depois de sofrer intensa pressão de Marcos Gomes. O piloto da RCM conseguiu o terceiro posto depois da parada do piloto do carro 80 e não foi mais superado. Marcos, representante da Full Time Medley, ainda terminou em quarto lugar, seguido por Max Wilson, atual campeão da categoria, e Allam Khodair, da Vogel.

Piloto da casa, Duda Pamplona conquistou a oitava posição. O representante da ProGP ganhou a posição de Ricardo Maurício no fim da prova, deixando o piloto da RC em nono. Lico Kaesemodel, que largou em 19º, fez corrida de recuperação e completou a relação dos dez primeiros da prova com o carro rubro-negro da RCM pintado com as cores do Atlético Paranaense, que tem seu escudo estampado no carro 63 de Lico.

Estreante do dia, Matheus Stumpf sequer conseguiu largar em Jacarepaguá. Com exceção do novato gaúcho, oito pilotos abandonaram a prova. Além de Rocha, Serafin Jr, que correu com o segundo carro da AMG, Felipe Maluhy, Denis Navarro, Xandinho Negrão, Rodrigo Navarro, Julio Campos e Nonô Figueiredo não completaram a etapa carioca da Stock Car.