Pilotos ganharam as duas primeiras Corridas do Milhão, em 2008 e 2010, e vão largar em décimo e 11º, respectivamente

Dos 33 pilotos que alinham neste domingo (7) no grid da Corrida do Milhão, dois deles já sabem o sabor de tornarem-se milionários por conta da prova da Stock Car . Valdeno Brito, em 2008, e Ricardo Maurício, em 2010, venceram as duas primeiras edições da corrida.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Dos dois, Brito foi o que saiu com o cheque mais gordo. Em 2008, a premiação da prova era de um milhão de dólares (cerca de R$ 1,6 milhões, na época), e não de reais, como foi em 2010 e será neste domingo. O piloto, que vai largar em décimo, não se considera favorito por conta de sua experiência.

“Automobilismo, quando acaba um fim de semana começa outro. Sempre tem mudança no acerto de carro. E venci em 2008 em outra equipe. Logicamente a gente gostaria muito de vencer novamente, mas não me torna favorito de forma alguma já ter vencido uma vez”, disse o piloto, ao iG .

Uma posição atrás de Brito no grid, Maurício guarda boas lembranças da vitória do ano passado. De acordo com o piloto, o resultado de 2010 foi uma surpresa. “Foi uma coisa que a gente não sabia que poderia ter acontecido, a gente sabia que estava com grande problema de consumo de combustível, arriscamos e deu certo. Para mim, quando é para ser... Foi um momento inesquecível, para mim e para a equipe”, disse Mauricio, também ao iG .

Destino do milhão

Após ganhar um milhão de dólares, Valdeno Brito resolveu reformar sua casa. Por isso, uma nova premiação deste tipo seria bem vinda para o piloto. “Investi na minha casa, construí. Sempre é bem vindo um prêmio desses pra todo mundo”, declarou Brito.

Maurício apostou em uma abordagem mais conservadora: repartiu o prêmio com a equipe e guardou sua parte. De acordo com o piloto, o caminho do dinheiro será o mesmo em caso de nova vitória.

“A gente divide com a equipe, porque a gente faz trabalho com todo mundo, todo mundo treina pit stop, treina na oficina, durante o fim de semana há um trabalho intenso nos boxes. Se vencer, a minha parte irei aplicar de novo”, contou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.