Tamanho do texto

Em boa situação no campeonato, piloto admitiu que pode partir para cima nas voltas finais

Thiago Camilo chega a Interlagos (SP) para a disputa da Corrida do Milhão em situação confortável no campeonato. O piloto da RCM Motorsport já soma 97 pontos, contra 83 do vice-líder, Cacá Bueno. De olho no milhão, o piloto, já garantido nos playoffs, admitiu que vale a pena forçar e tentar a vitória nos metros finais se estiver em segundo.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Na situação que eu estou, já conquistamos os pontos que a gente tinha de conquistar, então vale sim ir pra cima, mas com certeza tem de sempre prestar atenção no campeonato. Mas acredito que os que estão bem na classificação vão arriscar um pouco mais”, disse Camilo, ao iG .

Apesar da importância da corrida, o piloto afirmou que sua preparação para a prova não foi diferente das demais na temporada. “Acaba sendo tudo igual. Se você pensar muito no prêmio, no dinheiro, acaba desviando um pouco o foco. Tem que trabalhar sempre tentando fazer o melhor, é o que a gente vai fazer nessa corrida, como em todas as outras”, disse Camilo, que cogita comemorar de maneira diferente caso vença no domingo. “Vou pensar pelo menos depois da classificação, mas alguma coisa diferente com certeza vai ter”, completou.

Para vencer, no entanto, Camilo ainda tem trabalho pela frente. Além do acerto do carro, o piloto admitiu que ainda precisa trabalhar melhor na nova chicane, construída na Curva do Café. “Não estou adaptado, estou perdendo um pouco de tempo ali ainda, mas estou sendo conservador também, esperando o momento certo para arriscar”, disse Camilo, que espera que a obra seja modificada para as próximas corridas. “Para o que tem é uma boa solução, mas a gente espera que não seja uma obra definitiva, tem que fazer algo mais bem feito”, concluiu o piloto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.