Piloto conquistou sua primeira vitória na Stock Car após largar na 26ª colocação

Foi na base de uma estratégia arriscada que Alceu Feldmann conquistou neste domingo (18) a primeira vitória da carreira na Stock Car na pista de Santa Cruz do Sul, a nona etapa da temporada e a primeira da fase de playoff do campeonato. Feldmann aproveitou a entrada do safety-car ainda no início da corrida, parou nos boxes para o reabastecimento obrigatório, pulou para segundo com os pits dos rivais no decorrer da corrida, superou o então líder Ricardo Zonta e não deixou mais a ponta da prova no Rio Grande do Sul.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Marcos Gomes, que também conseguiu superar os adversários diretos do playoff com uma ótima parada, cruzou a linha de chegada na segunda posição. Cacá Bueno, que largou na pole, terminou a corrida em terceiro, depois de superar Allam Khodair na última volta. Os dois pilotos da RC completaram o top-5, sendo que Ricardo Maurício cruzou a linha chegada à frente de Max Wilson, agora o novo líder do campeonato, com 232 pontos.

Confira como foi a corrida da Stock Car em Santa Cruz neste domingo

A largada aconteceu com pista úmida devido à chuva que atingiu a cidade de Santa Cruz do Sul na manhã deste domingo (18). Apesar das difíceis condições do traçado, os pilotos optaram pelos pneus slicks. Já a direção de prova decidiu por uma postura mais cautelosa e autorizou a largada com o safety-car à frente do pelotão. Mas o carro de segurança permaneceu no comando apenas por uma volta e, quando deixou a ponta, Cacá Bueno tratou de fazer valer a vantagem da pole. O carioca pulou na frente, deixando o segundo colocado, Valdeno Brito, em duelo com Marcos Gomes, o terceiro.

Marquinhos tentou na primeira curva tirar a posição de Valdeno, mas sem sucesso, preferiu a prudência e voltou para terceiro. Um pouco mais atrás, Giuliano Losacco levava um toque de Átila Abreu e escapava da pista, batendo até com violência na barreira de pneus. Felizmente, o piloto saiu ileso, mas não teve como continuar na corrida. Enquanto Serafin Jr. trazia o carro da AMG de volta aos boxes, Alceu Feldmann aproveitava para fazer a parada nos pits. Por conta dos incidentes na segunda volta, o safety-car foi novamente acionado na pista gaúcha. E a ordem no top-10 atrás do líder Cacá era: Valdeno, Gomes, Allam Khodair, Max Wilson, Ricardo Maurício, Max Wilson, Thiago Camilo, Daniel Serra, Ricardo Sperafico e Duda Pamplona.

A relargada aconteceu na quinta passagem, e Cacá pulou novamente na frente, enquanto Wilson perdia posição para o companheiro Maurício um pouco mais trás. Camilo também aproveitou a disputa entre os pilotos da RC e superou Max em seguida. Mas Thiago acabou fora da disputa com problemas de câmbio. Enquanto isso, o tricampeão da Red Bull já fazia a parada de boxes, mas sem troca de pneus. Depois do líder, praticamente todos os pilotos também optaram por um pit-stop logo nas primeiras voltas. Nesse tempo, Daniel Serra se via em apuros depois de perder o capô.

Com as paradas entre os ponteiros, o novo líder da corrida passava a ser Ricardo Sperafico, com Duda Pamplona e Ricardo Zonta, que acabou pulando à frente depois de uma parada rápida também no início da corrida. David Muffato aparecia em quarto, com Eduardo Leite em quinto. Feldmann já era o sexto. Marcos Gomes, que fez uma parada rápida, já surgia em sétimo, à frente de Valdeno e Cacá. Allam Khodair fechava os dez melhores.

No pelotão intermediário, alguns incidentes. Átila, que havia tocado em Losacco ainda no início da corrida, também perdia o capô, enquanto Wilson tentava se recuperar depois de uma pequena batida com Marquinhos nos boxes. Átila ainda abandonaria na volta 15.

No 12° giro da corrida, Khodair já superava Cacá e assumia o sétimo posto. Lá na frente, Zonta pulava para a liderança e tinha Feldmann em segundo, depois do pit-stop dos ponteiros. Leite vinha bem em terceiro, com Marquinhos em quarto. Khodair aparecia em quinto, depois da ultrapassagem em Valdeno que, por sua vez, também perdeu a posição para Cacá. Maurício, Wilson e Nonô Figueiredo completavam o top-10.

Com um ritmo forte, Mauricio acabou passando o parceiro de RC na 16ª passagem da corrida, para assumir o nono posto. Na ponta, Zonta perdia a liderança para Feldmann na 19ª volta. Mais atrás, Marquinhos tentava se livrar de Khodair, enquanto Cacá, o quinto, apenas acompanhava a disputa dos dois. Na 16ª posição, David Muffato perdia a porta do lado direito do carro, quando disputava posição com Luciano Burti. Outro que também enfrentou problemas com a porta do carro foi Serrinha.

Uma vez na frente, Feldmann lutava para se manter líder em uma boa briga com Zonta. Cerca de seis segundos atrás, Marquinhos se isolava na terceira posição, enquanto Khodair e Cacá andavam praticamente no mesmo ritmo. Já Valdeno, Maurício, Wilson e Figueiredo vinham em um mesmo bolo. Popó Bueno completava os dez primeiros.

E quem se aproveitou do duelo entre os dois líderes foi Marquinhos, que passou tirar a diferença para ambos volta a volta. Até que, na 28ª passagem, Zonta voltou aos boxes e deixou briga pela vitória. O dono da equipe RZ retornou à pista na 14ª colocação.

No top-10, Mauricio e Wilson pressionavam Valdeno pela quinta posição, enquanto Marquinhos tentava alcançar Feldmann lá frente. Mas, beneficiado com a parada no início, Feldmann resistiu e conquistou em Santa Cruz a primeira vitória da carreira na Stock Car. E mal pôde chegar aos boxes. O catarinense teve de ir à pé até o pódio depois da bandeirada.

Marcos Gomes cruzou em segundo, à frente de Cacá Bueno, que superou Allam Khodair na volta final. Allam ainda abandonaria antes mesmo de fechar a corrida, provavelmente por conta da falta de combustível. Ricardo Maurício foi o quarto, depois de também ultrapassar Valdeno nos voltas finais. Wilson, Brito, Popó Bueno, Nonô Figueiredo, Felipe Maluhy e Luciano Burti completaram o top-10 em Santa Cruz do Sul.

A próxima corrida da Stock acontece em Londrina, no dia 2 de outubro.

Confira a classificação final da etapa gaúcha da Stock Car:
1º. Alceu Feldmann (PR/A. Mattheis/Chevrolet)
2º. Marcos Gomes (SP/Medley/Peugeot)
3º. Cacá Bueno (RJ/Red Bull/Peugeot)
4º. Ricardo Maurício (SP/Eurofarma/Chevrolet)
5º. Max Wilson (SP/Eurofarma/Chevrolet)
6º. Valdeno Brito (SP/Esso Mobil/Chevrolet)
7º. Popó Bueno (RJ/A. Mattheis/Chevrolet)
8º. Nonô Figueiredo (SP/Esso Mobil/Chevrlet)
9º Felipe Maluhy (SP/Officer ProGP/Chevrlet)
10º. Luciano Burti (SP/Boettger/Peugeot)
11º. Ricardo Sperafico (PR/Scuderia 111/Peugeot)
12º. Lico Kaesemodel (PR/RCM/Chevrolet)
13º. Duda Pamplona (RJ/Officer ProGP/Chevrolet)
14º. Julio Campos (PR/Crystal/Chevrolet)
15º. Rodrigo Sperafico (PR/JF Racing/Peugeot)
16º. Xandinho Negrão (SP/Medley/Peugeot)
17º. Eduardo Leite (SP/Hot Car/Chevrolet)
18º. Rodrigo Navarro (SP/JF Racing/Peugeot)
19º. Allam Khodair (SP/Vogel/Chevrolet)
20º. Tuka Rocha (SP/Vogel/Chevrolet)
21º. Ricardo Zonta (PR/Crystal/Chevrolet)
22º. Sérgio Jimenez (SP/Crystal/Chevrolet)
Não completaram:
Denis Navarro (SP/Bassani/Peugeot)
Daniel Serra (SP/Red Bull/Peugeot)
David Muffato (PR/Boettger/Peugeot)
Átila Abreu (SP/AMG/Chevrolet)
Diego Nunes (SP/Bassani/Peugeot)
Thiago Camilo (SP/RCM/Chevrolet)
Giuliano Losacco (SP/Hot Car/Chevrolet)
Serafim Jr. (RJ/AMG/Chevrolet) 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.