Rubens Barrichello conquistou neste domingo título da Stock Car, seu primeiro troféu de campeão desde 1991, na F3 inglesa. Relembre em fotos como eram as coisas naquela época

Rubens Barrichello sagrou-se campeão brasileiro de Stock Car neste domingo. O piloto da equipe Midley terminou a última prova da temporada, no Autódromo Internacional de Curitiba, na terceira colocação - ele ficaria com o título mesmo se ficasse até no quarto lugar. Esta é a primeira conquista do veterano de 42 anos desde 1991, quando faturou a F3 Inglesa. Relembre como era o mundo naquela época.

Barrichello competiu na Fórmula 1 por 19 temporadas. Foi duas vezes vice-campeão com a Ferrari na principal categoria do automobilismo mundial. Saiu de lá a contragosto em 2012, ano em que disputou a Fórmula Indy e terminou o campeonato no 12º lugar. Em 2013, passou a se dedicar somente à Stock Car.

Daniel Serra venceu a corrida em Curitiba, seguido por Átila Abreu. Barrichello largou na pole, mas caiu para a quarta colocação ao escapar da pista por passar por uma mancha de óleo. Nos boxes, o ex-ferrarista recuperou o posto de Allam Khodair, seu companheiro de equipe, e assegurou a posição necessária para o título.

"Campeão é campeão! Eu tenho que agradecer a equipe Full Time, que me deu um carro sensacional para lutar pelos pontos. Os caras conseguiram concertar o carro, que não estava bom no início da temporada e eu fui contribuindo, somando os pontos e ganhando as corridas", falou Barrichello, que além da Corrida do Milhão, em Interlagos, sagrou-se vencedor na etapa de Cascavel, no Paraná.

Ao comentar sobre o susto nas primeiras voltas, que quase lhe custou o título, o piloto não soube precisar o que havia na pista, mas afirmou que teve calma para controlar o carro. "Tomei um susto ali no começo, tinha uma parte da pista que estava escorregando muito. Eu quase rodei, não sei o que peguei, água ou óleo, cheguei a sair do traçado, mas graças a Deus consegui segurar o carro e me manter firme na disputa", disse.

Feliz pela conquista, Rubinho afirmou que "apesar dos 19 anos (de Fórmula 1), o Brasil me conhecer agora", e ficou muito emocionado ao falar sobre o apoio da família, já que os filhos, Dudu e Fernando, nunca tinham visto um título. "Estou lisonjeado de ter minha família ao lado, não consigo descrever. Vencer o campeonato nestas circunstâncias é muito bom, é um orgulho correr com esses caras que estão na Stock há tanto tempo", admitiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.