Pilotos entraram em atrito durante o aquecimento para o GP da França

Getty Images
Casey Stoner durante entrevista após o GP da França
Casey Stoner e Randy de Puniet explicaram o atrito que tiveram durante o aquecimento para o Grande Prêmio da França de MotoGP , no circuito de Le Mans, no último domingo (15). O australiano foi fechado pelo francês quando realizava uma volta rápida e não gostou da manobra do piloto da Pramac Ducati, acertando-o com o um soco no braço logo depois de ter sua passagem impedida pelo rival.

Siga o iG automobilismo no Twitter.

Stoner foi punido pela direção da prova com uma multa de 5 mil euros. De Puniet afirmou ter sido apenas um mal-entendido e pediu desculpas alegando não ter percebido que invadiu o espaço do piloto da Honda.

"Lamento o que aconteceu nesta manhã com Casey. Estava arrumando o meu freio e pensei que não havia ninguém atrás de mim", disse De Puniet. "De repente, o vi vindo por trás em alta velocidade e tentei sair da sua direção, mas infelizmente fui para o lado que ele estava indo. Peço desculpas, e mesmo que a reação dele não tenha sido a melhor, para mim ficou tudo no passado e não tenho absolutamente nada contra ele", sentenciou.

Stoner, por sua vez, reconheceu o incômodo com o ocorrido no momento, mas afirmou ter conversado com o piloto francês, que corria em casa no circuito de Le Mans e, por conta disso, provocou vaias da torcida ao campeão mundial de 2007 pelo resto do dia.

"Eu fui falar com Randy e ele pediu desculpas imediatamente. Eu também me senti mal e me desculpei", afirmou Stoner. "Não estava feliz com a situação porque estava a 200km/h e alguém estava à frente muito devagar, mais de 100km/h mais lento, e no último momento vai para o lado em que você fugiu, isso não é um momento bom", comentou.

"Pedi desculpas a ele, conversamos um pouco e não tivemos mais nenhum problema. Ficou no passado. No entanto, continuo penalizado por isso", reclamou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.