Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Para Stoner, fiscais ajudam mais Rossi do que outros pilotos

Australiano da Honda criticou a postura dos funcionários do GP da Espanha, dizendo que não foi tão ajudado quanto o adversário

Warm Up |

Casey Stoner não poupou críticas aos comissários do circuito de Jerez de la Frontera pela ajuda excessiva prestada a Valentino Rossi depois do acidente entre ambos no GP da Espanha, disputado no domingo. Rossi errou ao tentar uma ultrapassagem sobre Stoner, mas conseguiu retornar à corrida, enquanto o australiano abandonou.

“Não houve danos na minha moto”, declarou Stoner. Em seguida, o piloto explicou que desligou a moto assim que sofreu a queda e tentou ligá-la novamente, mas que havia poucos fiscais para ajudá-lo a voltar à pista. “Quando olhei para trás, tinha só um cara me empurrando, todo o resto estava voltando para seus postos. O que posso fazer com isso?”, indagou.

AP
Stoner não gostou do tratamento que recebeu dos fiscais
“Com certeza o cara estava se esforçando, mas um só empurrando a moto é impossível”, continuou Stoner, reclamando da postura dos fiscais quando quem precisa de ajuda é Rossi. “Isso é algo que os pilotos que estão contra Valentino tiveram de aprender a lidar. É completamente injusto, mas já aconteceu comigo no passado, quando caí e as pessoas empurravam minha moto para fora da pista – mesmo eu tendo perfeitas condições de voltar para a corrida.”

“Foi um incidente de corrida, ele (Rossi) só perdeu o seu talento naquela curva. É decepcionante, mas o pior foi os fiscais terem se esquecido completamente de mim, como se eu não fosse nada”, continuou. Stoner disse ainda que a questão precisa ser revista para que nenhum piloto saia prejudicado. Contudo, o australiano acredita que levar o caso à comissão de segurança não vai adiantar de nada.

“Eu não vou mais à comissão de segurança. É como bater cabeça contra a parede, não acontece nada. Você coloca um grande esforço por nada nessa comissão de segurança”, disparou Stoner. “Existem apenas algumas pessoas que te escutam”, declarou.

Depois da corrida, Rossi foi ao box da Honda se desculpar pelo erro, mas Stoner acredita que o pedido devia ter sido feito ainda na pista. “Foi um pouco decepcionante, partindo dele. Um piloto tão experiente forçando tanto no início da corrida. Mas incidentes acontecem. Só que é decepcionante perder tantos pontos sem ser minha culpa”, alfinetou.

Em seguida, Stoner deixou a ‘artilharia’ um pouco de lado, lembrando que Valentino ainda se recupera da cirurgia no ombro direito, feita no final do ano passado. “Com certeza ele se arrependeu, estava diante das câmeras. Não o culpo por isso – ele teve algum problema no ombro ou algo assim, lutando com o ponto de freada. Acho que eles (Ducati) ainda não têm a melhor solução para isso.”

“Eu não estava com pressa para ficar na frente dos outros”, acrescentou o australiano. “Nós sabíamos que os pneus estavam piorando e todos estariam na mesma situação, portanto aquele era o momento de ficar quieto. Eu o vi chegando, dei espaço, mas não foi suficiente. Talvez na próxima eu precise frear ainda mais para deixá-lo ir”, finalizou Stoner.

Leia tudo sobre: Casey StonerValentino RossiHonda

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG