Tamanho do texto

Último a morrer na categoria, que existe desde 1949, havia sido o japonês Shoya Tomizawa, no ano passado

Neste domingo (23), Marco Simoncelli morreu após acidente no Grande Prêmio da Malásia de MotoGP . O piloto se tornou o 25º a perder a vida – o oitavo italiano – em corridas da categoria, que existe desde 1949.

Veja também: Morre Marco Simoncelli, piloto da MotoGP, após acidente na Malásia

O último a morrer na principal categoria da MotoGP havia sido o japonês Daijiro Kato. O piloto ficou duas semanas em coma após sofrer forte acidente no GP do Japão – estima-se que ele chocou-se contra o muro a uma velocidade superior a 200 km/h. Porém, Kato não resistiu aos ferimentos que sofreu na cabeça, no peito e no pescoço.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Entre Kato e Simoncelli, no entanto, um piloto morreu durante uma corrida da Moto2, a principal categoria de acesso para a MotoGP. Em San Marino, o também japonês Shoya Tomizawa foi vítima de acidente fatal.

Por conta de danos em seu pneu traseiro, Tomizawa caiu e acabou atingido pelas motos de Scott Redding e Alex de Angelis, que não tiveram tempo para desviar. O japonês não resistiu aos ferimentos.

Antes da morte dos três, a MotoGP ficou um bom tempo livre de acidentes fatais. O último a morrer antes de Kato foi o venezuelano Iván Palazzese, no Grande Prêmio da Alemanha de 1989. O piloto caiu após toque com Andreas Preining e, no chão, foi atigindo pelas motos de Bruno Bonhuil e Fabio Brachitta.

Veja a lista de pilotos que morreram após acidentes na MotoGP:

Ben Drinkwater (GBR) – Grã-Bretanha, 1949
Dario Ambrosini (ITA) – França, 1951
Gianni Leoni (ITA) – Irlanda, 1951
Sante Geminiani (ITA) – Irlanda, 1951
Leslie Graham (GBR) – Grã-Bretanha, 1953
Rupert Hollaus (AUT) – Itália, 1954
Roberto Colombo (ITA) – Bélgica, 1957
Bob Brown (AUS) – Alemanha, 1960
Bill Ivy (GBR) – Alemanha, 1969
Santiago Herrero (ESP) – Grã-Bretanha, 1970
Robin Fitton (GBR) – Alemanha, 1970
Angelo Bergamonti (ITA) – Itália, 1971
Gunter Bartusch (ALE) – Alemanha, 1971
Renzo Pasolini (ITA) – Itália, 1973
Jarno Saarinen (FIN) – Itália, 1973
Billie Nelson (GBR) – Croácia, 1974
Otello Buscherini (ITA) – Itália, 1976
Ulrich Graf (SUI) – Croácia, 1977
Patrick Pons (FRA) – Grã-Bretanha, 1980
Michel Rougerie (FRA) – Iugoslávia, 1981
Michel Frutschi (SUI) – França, 1983
Iván Palazzese (VEN) – Alemanha, 1989
Daijiro Kato (JAP) – Japão, 2003
Shoya Tomizawa (JAP) – San Marino, 2010
Marco Simoncelli (ITA) – Malásia, 2011

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.