Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google

Sem vencer na Ducati, Valentino Rossi reconhece que será 2º piloto na Yamaha

Piloto lamenta "vergonha" por não ter conseguido ser campeão com a equipe italiana e diz que Jorge Lorenzo segue como número 1 no ano que vem

Gazeta |

Heptacampeão da MotoGP , o italiano Valentino Rossi assinou recentemente o seu retorno à equipe Yamaha, depois de dois anos competindo pela Ducati. O piloto italiano não conseguiu conquistar o sonho de vencer um campeonato por uma escuderia italiana e assumiu que o seu objetivo agora é voltar a lutar por títulos.

Leia também: Após ser criticado por sair da Ducati, Rossi ironiza no Twitter

"Deixo a Ducati. Foi uma vergonha para mim, para a equipe, os fãs e todos os caras que trabalharam comigo. O sonho de um piloto italiano ganhar o título com uma moto italiana não se tornou realidade: nunca fomos capazes de melhorar e lutar e eu decidi que era hora de dizer tchau, olhando o que era melhor para a última parte da minha carreira", declarou Rossi, que não conseguiu vencer nenhuma prova ainda pela equipe italiana.

O fim da carreira estará ainda mais próximo se Rossi não conseguir lutar pelas primeiras colocações. Após 15 anos de carreira, o piloto acredita que não vale mais a pena correr por correr.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

"Quero me divertir de novo e ir para as corridas com um sorriso. Se continuar marcando quintos e sextos lugares, isso significa que o meu tempo passou e que vou me aposentar. Afinal de contas, estou correndo há 15 anos", disse.

Em 2013, o italiano terá como companheiro de equipe o espanhol Jorge Lorenzo, que lidera o atual campeonato da MotoGP, com 383 pontos, 138 a mais do que o segundo colocado Dani Pedroza, faltando oito etapas para o final da competição.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"Agora me encontro na Yamaha, com Lorenzo, e essa será uma situação interessante. Agora ele é o número 1 da equipe, eu tenho que entender e ver se eu ainda sou capaz de lutar na primeira linha para o pódio e para as vitórias", concluiu Rossi. A MotoGP terá sua décima etapa do ano neste fim de semana, em Indianápolis. 

Leia tudo sobre: MotoGPValentino RossiJorge LorenzoYamahaDucati

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG