Tamanho do texto

Piloto canadense vai correr pela equipe, que ressurge após crise do início do ano. Time está sob controle de Jay Penske

Divulgação
O piloto canadense Paul Tracy. Foto em seu site oficial
Paul Tracy não tem mais do que reclamar: aos 42 anos, fechou um contrato de cinco corridas com a Dragon, equipe que voltará às pistas depois de encerrar suas atividades como De Ferran Dragon. O time está agora sob o controle apenas de Jay Penske.

"É como se eu estivesse voltando para casa, porque estou de volta ao guarda-chuva da Penske. Conheço Jay desde que ele era adolescente, e nós dois tivemos a nossa justa cota de problemas com o pai dele", brincou Tracy, que correu com Roger Penske entre 1991 e 1994 e nas temporadas 1996 e 1997.

Tracy deve disputar as etapas de Long Beach, Texas, Toronto, Edmonton e Sonoma, além das 500 Milhas de Indianápolis, esta pela Dreyer & Reinbold. Em entrevista ao canal Speed, o canadense riu da reação de Roger quando soube do acerto entre ele e seu filho. "Perguntei a Jay sobre o que o pai dele falou da nossa união e ele me disse que Roger falou: Ah, ótimo, os dois caras que me deram mais problemas na vida estão juntos", disse.

Jay lembrou que Gil de Ferran decidiu deixar a equipe, já que não havia condições financeiras para que o time disputasse toda a temporada com Tony Kanaan. "Mas eu não estava pronto para desistir. Quero ficar nesta categoria por muito tempo e desenvolver uma equipe campeã", falou o dirigente americano, agora dono único.

O experiente piloto vai estrear em 2011 em Long Beach, no dia 17 de abril.