Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Risco de acidentes preocupa pilotos da Indy no Anhembi

Relargada em filas duplas e reta do Sambódromo são os principais motivos de preocupação dos competidores

AE |

Os pilotos brasileiros e estrangeiros, no geral, elogiaram o trabalho de recapeamento do circuito de rua do Anhembi e também aprovaram outras mudanças realizadas na pista, como a retirada de zebras para a etapa de São Paulo da Fórmula Indy, que será disputada no domingo (1º). Mas as melhorias não diminuíram o temor de que vários acidentes possam ocorrer na corrida.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

A preocupação tem três motivos. O novo sistema de filas indianas duplas, inspirado na Nascar, foi adotado neste ano para as relargadas e provocou vários acidentes nas três primeiras provas do campeonato; a largada da etapa de São Paulo da Fórmula Indy em 2010 foi confusa e com várias batidas; e a reta do Sambódromo, antes da curva 1, possui uma ondulação considerável pouco antes do ponto de frenagem.

"Aqui você pode ultrapassar nas retas, pode pressionar. Mas todo mundo tem que se manter calmo na primeira volta, porque você até pode passar muitos carros, mas a chance de acabar cometendo alguma bobagem é muito grande. E não digo isso porque estou na pole, eu diria também se estivesse no meio do grid", afirmou o australiano Will Power, que venceu a prova em São Paulo no ano passado e largará na primeira colocação neste ano.

Segundo colocado no grid de largada, o norte-americano Ryan Hunter-Reay disse que até irá rezar para não se envolver em um acidente no circuito do Anhembi. "Em São Petersburgo fazíamos a freada no final da reta reduzindo de quarta para segunda marcha, em uma pista larga. Aqui é mais apertado, e a redução é de quinta para primeira. Vou fazer minhas rezas e espero não receber o impacto do erro de outro piloto", comentou.

O brasileiro Tony Kanaan admitiu que a curva após a reta do Sambódromo é uma das suas principais preocupações para a corrida. "É uma valeta. É inevitável, não sentíamos [a ondulação por conta da mudança de piso] no ano passado porque vínhamos devagar na reta do Sambódromo. Para mim, é uma das piores curvas. As largadas e relargadas ali serão complicadas. Torna a prova difícil, mas emocionante", analisou.

Já o brasileiro Hélio Castroneves, que se envolveu em acidentes nas três primeiras corridas de 2011 da Fórmula Indy e até foi alvo de protesto irônico do inglês Justin Wilson no sábado, espera ficar longe das confusões em São Paulo. "Eu tive problemas nas três corridas. Na minha cabeça, é ter tranquilidade e evitar confusão", disse.

Atual campeão da Fórmula Indy, o escocês Dario Franchitti pediu mais inteligência aos pilotos nas relargadas. "Fiz muitas ultrapassagens e a regra tem me ajudado. Mas vejo o outro lado, meu companheiro Scott Dixon foi tirado de duas provas. Tem gente tomando decisões estúpidas", criticou.

Leia tudo sobre: indy 300anhembihelio castroneves

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG