Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Na Indy 500, Junqueira fará dupla brasileira com Meira na Foyt

Experiente piloto brasileiro foi contratado pela equipe para correr as 500 milhas de Indianápolis

Warm Up |

Bruno Junqueira vai tentar participar pela sétima vez das 500 Milhas de Indianápolis, principal competição do automobilismo norte-americano, que completa 100 anos em 2011. O brasileiro de 34 anos foi confirmado na segunda-feira como piloto da Foyt, e terá como companheiro de equipe o compatriota Vitor Meira. Junqueira vai pilotar o carro de número 84 do time de A.J. Foyt, que já disputou a lendária corrida por 35 vezes consecutivas, alcançando o tetracampeonato (em 1961, 1964, 1967 e 1977).

Divulgação
Bruno Junqueira voltará a correr em Indianápolis
O mineiro já conquistou uma pole-position em Indianápolis, quando defendia a Ganassi, em 2002. Seus melhores resultados na prova foram dois quintos lugares, em 2001, também pelo time do ítalo-americano, e em 2004, quando representou a Newman/Haas. No ano passado, Bruno foi chamado por Alex Tagliani para assumir o segundo carro da FAZZT e conseguiu a 25ª colocação no grid. Na corrida, no entanto, o veterano encerrou sua participação precocemente após bater nas primeiras voltas. Graças a Larry Foyt, filho de A.J. e diretor técnico da equipe, o piloto terá nova chance na Indy 500.

O brasileiro não escondeu a felicidade em poder voltar a disputar uma prova da Indy, agora, sob o comando de A.J. Foyt. “Estou muito feliz. Primeiro, porque eu amo correr. E em segundo, porque o maior campeão desta corrida é A.J. Foyt, ele venceu como piloto e como chefe de equipe; e em terceiro, terei Vitor como meu companheiro de equipe, ele é um bom amigo e um bom piloto, então, acho que isso é uma combinação perfeita”, vibrou Junqueira.

Por sua vez, o agora dirigente texano de 76 anos exaltou a contratação do piloto. “Bruno certamente conhece seu caminho na Indy. Ele foi rápido toda vez que correu lá. Além disso, ele e Vitor se dão muito bem, ambos são do Brasil. Talvez eu tenha de começar a aprender português”, brincou o ex-piloto e dono da Foyt. “Será ótimo e vai nos tornar uma equipe mais forte para Indianápolis”, concluiu.

Leia tudo sobre: Bruno JunqueiraV. MeiraFoytLarry Foyt

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG