Britânico morreu na última etapa da temporada, no circuito de Las Vegas

Nesta quinta-feira (15), a IndyCar divulgou os resultados do estudo do acidente fatal sofrido por Dan Wheldon em Las Vegas . O britânico morreu em batida que envolveu 15 carros na última etapa da temporada, disputada no dia 16 de outubro.

Veja também: Confira as principais noticiais sobre a IndyCar

Após analisarem dados de vídeos, fotografias, câmeras de dentro dos carros e telemetria das equipes, representantes da categoria chegaram à conclusão de que Wheldon viu o acidente e teve tempo de reagir a ele. 2s4 antes de chocar-se contra outro carro, o britânico diminuiu a velocidade em cerca de 95 km/h.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

De acordo com o estudo, a morte de Wheldon foi causada por seu choque contra o alambrado. A colisão da cabeça do britânico com um dos suportes do cercado, que serve justamente para que pedaços do carro não atinjam os espectadores, produziu o dano fatal. Ainda de acordo com o laudo, o material usado no alambrado estava de acordo com as regras da categoria, mas a Indy prefere que o revestimento de tecido fique do lado de dentro da pista, ao contrário do que aconteceu em Las Vegas.

O relatório ainda apontou que a velocidade do atendimento médico foi ideal e que a inclinação na pista não era inadequada para a prática de uma corrida da Indy. O circuito de Las Vegas não receberá prova da categoria em 2012.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.