Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google

Com reação na metade do campeonato, Hunter-Reay conquista seu primeiro título

Primeira das quatro vitórias veio apenas na oitava etapa da temporada. Veja a trajetória do piloto até a conquista, primeira de um americano nos últimos seis anos

iG São Paulo | - Atualizada às

No início da temporada 2012, Ryan Hunter-Reay não era considerado favorito ao título da Indy . Aos 31 anos, o americano da Andretti iniciou o campeonato para tentar fazer frente aos pilotos da Penske e da Ganassi, que disputaram os últimos títulos. Ao fim da última prova , porém, o americano superou Will Power na classificação e saiu de Fontana como campeão.

Leia também: Veja como foi a prova que decidiu o título da Indy

Em sua nona temporada na Indy, Hunter-Reay havia vencido apenas cinco vezes até este ano. Até a metade do campeonato, conseguiu bons resultados, mas não venceu e se mantinha longe da briga. O terceiro lugar em São Petersburgo e a segunda colocação na prova de São Paulo deixavam o piloto para trás no campeonato, enquanto Helio Castroneves e Will Power começavam a despontar com vitórias.

A sorte começou a mudar apenas na oitava das 15 etapas do ano. A primeira vitória veio em Milwaukee , no terceiro oval do ano, após largar da segunda posição e se manter no topo até o fim da prova. Mantendo o bom ritmo neste tipo de circuito, o americano venceu também a prova seguinte, em Iowa .

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

A liderança do campeonato chegou às mãos de Hunter-Reay pela primeira vez após sua terceira vitória seguida . O triunfo, porém, não era esperado. Depois de vencer duas vezes em oval, o americano da Andretti repetiu o resultado, mas em um circuito misto, em Toronto, mostrando que era candidato ao título.

Nas três provas seguintes, porém, o ritmo caiu e Hunter-Reay viu a liderança voltar para Power. O americano da Andretti foi sétimo em Edmonton, 24º em Mid-Ohio e 18º em Sonoma, enquanto seu rival não venceu, mas alcançou o pódio nas três corridas. Com isso, as duas últimas provas do ano ficaram com os dois rivalizando ponto a ponto pela primeira posição.

A prova de Baltimore começou com a possibilidade de o australiano da Penske conquistar o título antecipado. Hunter-Reay, entretanto, venceu a prova marcada por várias bandeiras amarelas e adiou a decisão para o circuito oval de Fontana, na última etapa.

Com resultados mais expressivos do que o australiano em ovais, Hunter-Reay chegou ao fim de semana 17 pontos atrás de Power, mas confiante em tirar a diferença. No classificatório, porém, a situação complicou. Hunter-Reay largou da 22ª posição , enquanto Power era o 13º.

Na prova do último sábado (15), o campeonato começou a ser decidido na volta 55, quando justamente os líderes da temporada brigavam por posições. Power tentou passar o rival da Andretti pela 13ª colocação, mas errou e bateu no muro. O piloto ganharia 10 pontos, mas ainda voltou à pista 70 voltas depois e garantiu mais 2, abrindo uma vantagem de 29 pontos na tabela.

Com isso, Hunter-Reay teria de terminar a prova pelo menos na quinta posição, para ganhar 30 pontos e ser campeão. O resultado veio em uma bela prova de recuperação , com um quarto lugar no circuito oval que deu seu primeiro título na Indy com três pontos de vantagem para Power, que amargou seu terceiro vice-campeonato seguido. No fim da prova, Hunter-Reay festejou com a bandeira americana o primeiro título de um piloto dos Estados Unidos nos últimos seis anos, já que a última conquista havia sido em 2006, com Sam Hornish Junior.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O fim de semana perfeito de Hunter-Reay ficou completo com sua renovação de contrato, que deixará o atual campeão da Indy por mais duas temporadas na Andretti.

Leia tudo sobre: IndycarRyan Hunter-ReayIndy

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG