Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Grosjean conquista o inédito bicampeonato da GP2 Ásia

Piloto conta com o abandono de Bianchi em Ímola para garantir o título. Razia é o 14º e termina campeonato em 25º

Warm Up |

Divulgação
Romain Grosjean, com a taça, do lado do chefe da equipe DAMS, Jean-Paul Driot
Romain Grosjean conquistou no último dia 20 o inédito bicampeonato da GP2 asiática. Largando em oitavo, depois de vencer de ponta a ponta a primeira prova do final de semana, o francês assistiu a Fairuz Fauzy tirar Jules Bianchi e Stefano Coletti da corrida ainda na primeira volta, o que lhe garantiu o titulo.

Na largada, o pole-position Fauzy saiu mal e perdeu diversas posições. O malaio tentou se recuperar na primeira curva, mas acabou acertando em cheio o carro de Coletti, que, por consequência, coletou o Lotus ART de Bianchi, causando o abandono do trio e decidindo o campeonato a favor de Grosjean.

Mesmo com a taça assegurada, Grosjean foi um dos pilotos mais rápidos na pista e pressionou Giedo van der Garde na batalha pela terceira posição. Entretanto, com a dificuldade que é ultrapassar e sem a necessidade de somar mais pontos, o piloto de testes da Lotus Renault permitiu que o adversário escapasse.

Enquanto isso, Dani Clos pouco a pouco foi se distanciando de Fabio Leimer na briga pela liderança. Sem pressão no final da prova, o espanhol venceu a corrida com o suíço chegando logo na sequência. Van der Garde terminou em terceiro, seguido por Grosjean, que ainda ficou com a melhor volta da corrida. Esteban Gutierrez e Michael Herck completaram a zona de pontos. Luiz Razia foi o 14º.

Grosjean, no entanto, foi punido porque os comissários de prova julgaram que ele ganhou tempo ao sair da pista no duelo contra Esteban Gutierrez. Com o acréscimo de 20s, o francês caiu para a sétima colocação da corrida, enquanto o mexicano subiu para o quarto posto. O novo quinto colocado passou a ser Michael Herck, enquanto Pal Varhaug, companheiro de Romain na DAMS, avançou para sexto, marcando o primeiro ponto da carreira na categoria.

A penalização, no entanto, não tira o título de Grosjean. Assim, o piloto da DAMS terminou o certame com 24 pontos, contra 18 de Bianchi, o único que também poderia ser campeão. Giedo van der Garde encerrou em terceiro, com 16, sendo seguido por Stefano Coletti, com 11. O brasileiro Luiz Razia terminou em 25º, sem pontuar.

Grosjean já havia sido o campeão da GP2 Ásia na temporada 2008 e, de quebra, o francês manteve a marca de conquistar ao menos um título por ano desde 2007. Exceção feita à temporada 2009, quando o piloto teve a fatídica passagem pela Renault na F1.

Leia tudo sobre: Romain GrosejanJules BianchiLuiz Razia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG