Chefe da escuderia admitiu que a equipe não foi bem no Grande Prêmio da Grã-Bretanha

A McLaren declarou que não jogará a toalha enquanto tiver chances nesta temporada da Fórmula 1 , apesar do fim de semana decepcionante no Grande Prêmio da Grã-Bretanha .

Siga o iG AUtomobilismo no Twitter

Na corrida em Silverstone, Lewis Hamilton e Jenson Button tiveram dificuldades para manter um bom ritmo e ainda sofreram com erros da equipe – Button foi obrigado a abandonar porque sua roda direita dianteira não foi encaixada corretamente no pitstop, e Hamilton teve que diminuir a velocidade para economizar combustível nas últimas voltas.

Martin Whitmarsh, chefe da McLaren , admitiu que os carros da equipe não estão rápidos o suficiente e que é pouco provável que a sorte mude para a próxima corrida, na Alemanha . No entanto, ele afirmou que todos continuarão trabalhando e forçando o quanto for necessário para mudar a situação e colocar a equipe no lugar mais alto do pódio.

“Sebastian Vettel não ganhou hoje, mas saiu com pontos valiosos. Ele continua em ótima forma, mas não desistiremos, nossos pilotos não desistirão e essa equipe não desistirá. Continuaremos forçando e veremos se conseguimos desafiá-lo e ganhar algumas corridas”, disse Whitmarsh.

Ele também negou que sua equipe tenha perdido espaço para a Ferrari, apesar do bom desempenho da escuderia italiana nas últimas provas. O dirigente ainda elogiou os pilotos da McLaren pelo desempenho na corrida e admitiu que falhas fora do controle dos pilotos tiraram suas chances de pódio.

“Ambos fizeram uma ótima corrida. Eles foram de alguma maneira prejudicados, e isso é uma pena. Obviamente, Jenson estava dirigindo muito bem e acredito que poderia ter disputado um lugar no pódio”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.