Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Webber faz Red Bull repensar estratégia nos classificatórios

Piloto australiano não conseguiu avançar para o Q2 na China, mas usou pneus poupados para ir ao pódio

iG São Paulo |

O desempenho de Mark Webber, piloto da Red Bull, no GP da China fez o chefe da equipe, Christian Horner, refletir sobre sua estratégia durante os finais de semana de corrida. Na Ásia, o australiano não se classificou para o Q2 e largou em 18º - em compensação, poupou os pneus que seriam usados nos dois trechos finais do classificatório e, com sua ajuda, terminou a prova em terceiro.

Siga o iG Automobilismo no Twitter.

AP
Christian Horner colocou o futuro da Red Bull nos treinos classificatórios em dúvida
“Faz você questionar o valor do classificatório. Agora os carros podem ultrapassar, e com uma diferença tão grande entre os pneus velhos e os novos, vamos ter de reavaliar o quanto é importante largar na frente. Nossos estrategistas vão ver como devemos estruturar nossos finais de semana”, disse Horner, em entrevista ao jornal britânico Sunday Times.

O chefe de equipe também disse que as particularidades de cada traçado serão levadas em conta pela Red Bull para que a equipe determine se vale ou não a pena largar na frente.

“De acordo com as características do circuito e dos pneus dados no fim de semana, você pode se sentir inclinado a ter pneus rápidos e novos em momentos chave da corrida, talvez pagando o preço do classificatório. Você tem de ultrapassar bastante para valer a pena, mas Mark mostrou que pode ser feito", disse Horner, que comparou as estratégias usadas por seus dois pilotos.

"Você pode dizer que com mais duas voltas ele (Webber) teria vencido. Com duas voltas a menos, poderíamos ter vencido com Sebastian, usando uma estratégia convencional, baseada na posição do grid”, finalizou.

Leia tudo sobre: Christian HornerRed Bull

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG