Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Webber diz que não fala com Vettel, mas descarta saída da equipe

Piloto da Red Bull nega boatos de que poderia ir para a Ferrari na próxima temporada

Warm Up |

Getty Images
Webber afirmou que não mantém contato com seu companheiro de escuderia
Mesmo com o desempenho dominante da Red Bull neste início de temporada 2011, Mark Webber revelou que o clima entre a dupla de pilotos não é dos melhores. O australiano afirmou que evita manter qualquer contato com o companheiro, Sebastian Vettel, fora das pistas e que não está preocupado com o que o alemão pensa.

Siga o iG automobilismo no Twitter

“Por que manteria? Não há razão para isso”, cravou Webber, que disse não se importar, por exemplo, com que o líder do Mundial de Pilotos pensava sobre o GP do Bahrein. “Vamos colocar da seguinte forma, tenho 34 anos e leio o jornal. Por que deveria perguntar a opinião dele? Temos opiniões diferentes sobre muitas coisas”, acrescentou o piloto, em entrevista à revista alemã Sport Bild.

O australiano se tornou ainda mais áspero quando respondeu o que achava sobre a ideia da Red Bull começar a fazer jogo de equipe, que agora é legal, para garantir o bicampeonato do companheiro. “Bobagens como essa não acontecerão”, afirmou Webber. “Por que sempre temos que falar sobre Sebastian? Se você quer saber sobre ele, pergunte a ele diretamente”, reclamou.

Embora o clima esteja tenso entre os companheiros, Webber minimizou as chances de estar de saída para a Ferrari, conforme alguns boatos indicavam. “Tomarei uma decisão nos próximos meses. A Ferrari irradia algo muito especial, mas faz mais sentido ficar na Red Bull”, concluiu.

A relação entre Sebastian Vettel e Mark Webber começaram a estremecer na última temporada. Os dois se envolveram em um acidente no GP da Turquia, quando o australiano estava na liderança, e custou a vitória para o time austríaco. Depois, no GP da Inglaterra, Webber venceu mesmo após a Red Bull entregar uma asa nova extra do carro do australiano para o alemão. Na ocasião, Mark provocou dizendo "nada mal para o número 2".

No final da temporada 2010, mesmo com Mark Webber na liderança do campeonato, a Red Bull evidenciava preferência por um título do alemão que, no final, acabou acontecendo.

Leia tudo sobre: f1mark webberred bullferrarisilverstone

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG