Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Vitória de Button foi uma das maiores da F1, diz chefe da McLaren

O inglês Jenson Button venceu o GP do Canadá, ultrapassando Vettel na última volta

Gazeta |

O inglês Jenson Button se envolveu em dois acidentes no GP do Canadá, trocou o bico dianteiro de sua McLaren, foi seis vezes aos boxes, uma devido à punição, e, mesmo assim, estava em segundo lugar na última volta para pressionar o alemão Sebastian Vettel até que ele errasse. A décima vitória do britânico está entre as melhores da sua carreira, mas o chefe dos prateados, Martin Whitmarsh, vai mais longe.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"Foi uma das maiores vitórias da história da Fórmula 1. Incrível. Absolutamente fantástico. Ele teve que trocar a asa dianteira e, da 21ª posição, não sei quantas vezes, ultrapassou todo mundo. Ele dirigiu de forma fantástica, ficou concentrado e pressionou o quanto precisou. A vitória foi 90% dele e 10% do carro", afirmou.

Por outro lado, Lewis Hamilton tocou em Mark Webber e no próprio Button, abandonando o GP do Canadá nas primeiras voltas. O desempenho do campeão mundial de 2008 não recebeu críticas muito duras de Whitmarsh e seu estilo foi até defendido.

"Ele é um piloto apaixonado. Eu quero que Lewis ataque. Não quero que ele toque outros carros, mas, ao mesmo tempo, se ele ficar contido por medo disso, não será o grande piloto que é e não fará o trabalho que tem que fazer", explicou à BBC.

Enquanto Button é segundo colocado, a 60 pontos de Vettel, Hamilton está em quarto, a 76 pontos de distância da liderança.

Leia tudo sobre: Fórmula 1McLarenJenson ButtonLewis Hamiltonf1

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG