Lanterna do Mundial havia pensado na execução do projeto para Silverstone, mas preferiu adiar as mudanças

A equipe Marussia Virgin, última colocada no Mundial de Construtores da Fórmula 1 neste ano, planeja uma mudança no setor traseiro de seu bólido para as próximas sete corridas restantes na temporada . De acordo com o chefe da equipe, John Booth, as modificações tinham sido projetadas para entrar em vigor no Grande Prêmio da Inglaterra , mas o consultor técnico, Pat Symonds, preferiu analisar mais detalhadamente e as novidades serão executadas para o GP da Itália, marcado para 11 de setembro.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

À revista britânica Autosport , Booth revelou nesta quinta-feira (1) que “havia mudanças projetadas para Silverstone, mas foram canceladas, pois não tinha necessidade de se esforçar tanto naquele momento. Pat avaliou mais profundamente as atualizações a serem feitas e decretou que devia ser adiado para Monza”. Ao ser questionado sobre quais ajustes seriam feitos, o chefe da Virgin revelou prioridades na tampa do motor, saída de ar na lateral, escapamento e assoalho traseiro. "Obviamente teremos uma nova asa para o GP da Itália também, mas esse componente será para o resto do ano”, declarou Booth.

Os pilotos da Virgin são Jêróme D´Ambrosio e Timo Glock. Sem nenhum ponto até agora na temporada, as melhores posições da equipe no ano foram dois 14ºs lugares de D'Ambrosio, na Austrália e no Canadá

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.