No ano passado, Mark Webber foi para as férias de meio de temporada na liderança, com 161 pontos. Confira como estavam os pilotos

Após 11 corridas na temporada , a Fórmula 1 entrou de férias e só volta no dia 28 de agosto, com o Grande Prêmio da Bélgica. Sebastian Vettel, mesmo sem vitórias nas últimas três provas, lidera o campeonato com 234 pontos , 85 de vantagem sobre o segundo colocado, Mark Webber. Situação difícil de ser revertida por seus rivais e muito diferente do quadro do ano passado no mesmo período ( veja tabela abaixo ).

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Líder do Mundial de Pilotos, Sebastian Vettel tem 83 pontos a mais do que tinha no recesso de 2010
Getty Images
Líder do Mundial de Pilotos, Sebastian Vettel tem 83 pontos a mais do que tinha no recesso de 2010

Durante o recesso da última temporada, que também aconteceu após o GP da Hungria, em agosto, o mundial estava muito acirrado e ninguém havia disparado na tabela. Com uma prova a mais do que neste ano (devido ao cancelamento do GP do Bahrein), o líder era Webber, que, com 161 pontos, estava apenas quatro à frente do segundo colocado, Lewis Hamilton.

Mas não era só o vice-líder que lutava pelo título. Para se ter uma ideia, na quinta colocação, Fernando Alonso estava apenas 20 pontos atrás de Webber – o quinto colocado deste ano, Jenson Button , tem 100 a menos que Vettel.

Vale lembrar que, com o andamento da competição no ano passado, a troca de posições foi recorrente e o título só foi decidido na última prova, quando Vettel, terceiro colocado durante o recesso, sagrou-se campeão. Alonso foi vice e Webber ficou apenas na terceira colocação.

Mesma posição, mas com menos pontos

Assim como em 2010, Vettel, Webber, Hamilton, Button e Alonso ocupam as cinco primeiras posições da tabela, apenas em ordens diferentes. O sexto e o sétimo colocado, porém, são exatamente os mesmos, mas com pontuações bem inferiores às da temporada passada.

Felipe Massa é o primeiro atrás do pelotão da frente. Com 70 pontos, o brasileiro se vê com 27 a menos do que no mesmo período de 2010. Nico Rosberg, em sétimo, também perdeu terreno com relação ao ano passado. Naquele mundial, o alemão da Mercedes tinha 94 pontos no início de agosto. Até este momento na atual temporada, o piloto tem 48.

A maior queda na classificação de um ano para o outro, no entanto, fica por conta de Rubens Barrichello . Em agosto de 2010, o brasileiro estava na 11ª colocação, com 30 pontos. Na atual temporada, com a Williams cheia de problemas, Rubinho soma apenas quatro e amarga a 17ª colocação. Na direção contrária, Jaime Alguersuari, da Toro Rosso, foi o que mais ganhou posições, passando de 19º para 14º, com 10 pontos – sete a mais do que em 2010.

Confira a seguir a classificação dos pilotos na parada de agosto em 2010 e em 2011:

Piloto Classificação (pontos) em 2010 Classificação (pontos) em 2011
Sebastian Vettel 3º (151) 1º (234)
Mark Webber 1º (161) 2º (149)
Lewis Hamilton 2º (157) 3º (146)
Fernando Alonso 5º (141) 4º (145)
Jenson Button 4º (147) 5º (134)
Felipe Massa 6º (97) 6º (70)
Nico Rosberg 7º (94) 7º (48)
Vitaly Petrov 12º (17) 9º (32)
Micheal Schumacher 9º (38) 10º (32)
Kamui Kobayashi 13º (17) 11º (27)
Adrian Sutil 10º (35) 12º (18)
Sébastien Buemi 16º (7) 13º (12)
Jaime Alguersuari 19º (3) 14º (10)
Rubens Barrichello 11º (30) 17º (4)
Jarno Trulli 21º (0) 18º (0)
Vitantonio Liuzzi 14º (12) 19º (0)
Heikki Kovalainen 20º (0) 22º (0)
Timo Glock 22º (0) 23º (0)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.