Alemão precisou controlar os ataques do piloto da McLaren nas últimas voltas para ganhar. Massa abandonou e Rubinho foi 17º

Na quinta corrida de 2011, o alemão Sebastian Vettel venceu sua quarta corrida no ano. Neste domingo (22), no Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1 , o alemão conseguiu se defender do ataque de Lewis Hamilton, da McLaren, que durou até as últimas voltas, para garantir mais um triunfo. O piloto da Red Bull disparou na liderança do Mundial de Pilotos .

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

Novidades da temporada, a asa traseira móvel e o KERS não tiveram o impacto esperado na Catalunha , em uma pista que costuma oferecer poucas oportunidades de ultrapassagem. Com isso, o GP não teve a constante alternância de posições vista nas quatro primeiras etapas do ano. O dinamismo da prova de Barcelona acabou garantido pelo desgaste dos pneus, que obrigou muitos pilotos a fazerem quatro paradas.

Quem se beneficiou disso foi Jenson Button. O britânico largou em quinto, caiu para décimo nas primeiras voltas, mas, com uma boa estratégia, terminou em terceiro e fez companhia a Vettel e Hamilton no pódio. Fernando Alonso, em compensação, não teve um bom gerenciamento de pneus, e, apesar de protagonizar o melhor momento da corrida – na largada, saltou da quarta colocação para assumir a liderança – terminou em quinto, lutando contra os compostos nos metros finais. Mark Webber, companheiro de Vettel na Red Bull, foi o quarto. Felipe Massa abandonou na 61ª volta – por conta de um problema no câmbio, não conseguiu controlar o carro e foi parar no cascalho . Rubens Barrichello terminou em 17º, e a Williams segue sem pontos na temporada.

Largada espetacular de Fernando Alonso

Correndo “em casa”, o ferrarista Fernando Alonso deu show nos primeiros metros do Grande Prêmio da Espanha. O piloto largou em quarto e se aproveitou da briga de Mark Webber e Sebastian Vettel, que saíram na primeira fila, para assumir a ponta de maneira espetacular. O alemão da Red Bull conseguiu passar seu colega de equipe australiano e assumiu a segunda colocação. Após a prova, o próprio Vettel elogiou a largada que Alonso conseguiu. Quem também largou muito bem foi Michael Schumacher , que saiu da décima para assumir a sexta posição. Felipe Massa caiu de oitavo para nono, mas recuperou a posição logo na segunda volta. Jenson Button, da McLaren, foi o que mais sofreu prejuízo na largada, já que caiu de quinto para décimo.

Após a primeira rodada de pit stops, que aconteceu entre a nona e a 12ª voltas, quem se deu bem foi Lewis Hamilton. O britânico da McLaren assumiu a terceira colocação e voltou logo atrás da Red Bull de Sebastian Vettel, Os três primeiros colocados, liderados por Fernando Alonso, passaram a andar praticamente juntos. Mark Webber caiu para quarto depois dos pit stops.

Sebastian Vettel assume a ponta

Líder do Mundial de Pilotos , Vettel não conseguiu passar Alonso na pista – até porque sofria o ataque de Hamilton. Por isso, foi esperto ao ser o primeiro a parar na segunda rodada de pit stops. O alemão foi para os boxes na 18ª volta, e o espanhol na 19ª – com isso, o piloto da Red Bull voltou na frente. Para piorar a situação do ferrarista, Mark Webber voltou na sua cola. Lewis Hamilton foi para os boxes apenas no 24ª giro e conseguiu voltar na segunda colocação, atrás apenas de Vettel.

Depois da terceira rodada de pit stops, aproximadamente na metade da corrida, Fernando Alonso, terceiro, e Mark Webber, quarto, voltaram de pneus duros. Melhor para Jenson Button, que optou pelos macios. O britânico aproveitou-se da briga por posição dos adversários e da vantagem oferecida por seus compostos e demoliu a vantagem dos rivais. Na 36ª volta, o piloto da McLaren ultrapassou a Red Bull do australiano e a Ferrari do espanhol para assumir a terceira posição.

Vettel e Hamilton brigam pela vitória. Massa abandona

Após a última rodada de pit stops, Sebastian Vettel e Lewis Hamilton colocaram pneus duros para levarem seus carros até o fim. O alemão parou um giro antes, mas o britânico voltou na sua cola na 50ª volta. O piloto da McLaren passou a imprimir um ritmo mais forte, atacando o rival. Porém, a Red Bull de Vettel falou mais alto, permitindo a defesa da liderança e a consequente quarta vitória do alemão no ano. A briga durou até a volta final. Depois da corrida, Hamilton disse que não conseguiu achar o ponto certo para ultrapassar o rival .

A vitória do piloto da Red Bull assegurou o fim de um tabu de dez anos – desde 2001, quem largava na frente vencia em Barcelona. Jenson Button, também da McLaren, completou o pódio, conseguindo evitar o ataque de Mark Webber.

Pouco antes do fim da prova, na 61ª volta, Felipe Massa abandonou a corrida, com problemas no câmbio. O brasileiro, que havia largado na oitava posição, não fazia uma boa corrida e estava na 10ª colocação quando saiu do GP. Barrichello acabou na 17ª colocação, duas posições atrás de seu companheiro de equipe, Pastor Maldonado.

Veja como ficou a classificação final da corrida:

1 – Sebastian Vettel (ALE) – Red Bull
2 – Lewis Hamilton (GBR) – McLaren – a 0s6
3 – Jenson Button (GBR) – McLaren – a 35s6
4 – Mark Webber (AUS) – Red Bull – a 47s9
5 – Fernando Alonso (ESP) – Ferrari – a 1 volta
6 – Michael Schumacher (ALE) – Mercedes – a 1 volta
7 – Nico Rosberg (ALE) – Mercedes - a 1 volta
8 – Nick Heidfeld (ALE) – Renault – a 1 volta
9 – Sergio Pérez (MEX) – Sauber – a 1 volta
10 – Kamui Kobayashi (JAP) – Sauber – a 1 volta
11 – Vitaly Petrov (RUS) – Lotus Renault – a 1 volta
12 – Paul di Resta (GBR) – Force India – a 1 volta
13 – Adrian Sutil (ALE) – Force India – a 1 volta
14 – Sébastien Buemi (SUI) – Toro Rosso – a 1 volta
15 – Pastor Maldonado (VEN) – Williams – a 1 volta
16 – Jaime Alguersuari (ESP) – Toro Rosso – a 2 voltas
17 – Rubens Barrichello (BRA) – Williams – a 2 voltas
18 – Jarno Trulli (ITA) – Team Lotus – a 2 voltas
19 – Timo Glock (ALE) – Virgin – a 3 voltas
20 – Jérôme D’Ambrosio (BEL) – Virgin – a 4 voltas
21 – Narain karthikeyan (IND) – Hispania – a 5 voltas
22 – Felipe Massa (BRA) – Ferrari – Abandonou
23 – Heikki Kovalainen (FIN) – Team Lotus – Abandonou
24 – Vitantonio Liuzzi (ITA) – Hispania - Abandonou



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.