Presidente da FIA diz que uma das provas divulgadas no calendário provisório será retirada

O presidente da FIA, Jean Todt, disse nesta terça-feira (7) que é completamente impossível a temporada 2012 da Fórmula 1 ter 21 corridas. A declaração aconteceu por conta da divulgação do calendário provisório para o próximo ano, que apresentava 21 provas .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Isso com certeza não acontecerá”, disse Todt ao Diario Sport quando perguntado sobre a possibilidade de haver uma corrida a mais na temporada que vem. “Existem 21 datas, mas o campeonato terá 20 Grandes Prêmios”, completou.

No relatório divulgado na última semana, 21 provas foram apresentadas para 2012, mas o GP da Turquia aparecia com a observação de que ainda precisava ser confirmado.

Apesar disso, Todt disse que não está definido ainda qual será a etapa excluída da temporada. “Não sabemos qual sairá, mas o campeonato terá 20 corridas”, concluiu.

De acordo com o calendário provisório, o Grande Prêmio do Brasil fecha a temporada 2012 da Fórmula 1. A prova no Bahrein, que este ano segue com sua situação indefinida , abre o ano. A novidade fica por conta do GP do Estados Unidos, que será disputado em junho, na cidade de Austin. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.