Piloto perdeu o posto de titular na Brawn GP em 2009 para veterano, mas agora a história se inverte

A Williams anunciou nesta terça-feira (17) a contratação de Bruno Senna para a temporada 2012 da Fórmula 1 , para correr ao lado de Pastor Maldonado. A notícia deixa Rubens Barrichello sem vaga na equipe e provavelmente fora da categoria após 19 anos – a única vaga restante no grid é na Hispania. É o 'troco' do que aconteceu em 2009, quando Senna estava perto de fechar com a Brawn GP, mas perdeu o posto para Rubinho na última hora.

Leia também: Bruno Senna desbanca Rubinho e é confirmado na Williams

Na ocasião, Barrichello havia corrido pela Honda em 2008, terminando em 14º no campeonato, e Senna, vice-campeão da GP2 , tinha feito um teste pela escuderia em novembro. No início de 2009, surgiram rumores de que ele estaria perto de fechar com a Honda, enquanto Barrichello perderia a vaga. Porém, com problemas financeiros, a Honda anunciou sua saída da Fórmula 1 e, no final de fevereiro de 2009, vendeu a equipe para Ross Brawn.

Bruno Senna ficou com o lugar de Rubens Barrichello na Williams
EFE
Bruno Senna ficou com o lugar de Rubens Barrichello na Williams

Renomeada, a Brawn GP, poucos dias antes dos primeiros testes de pré-temporada, optou por descartar Senna e manter a dupla de 2008 da Honda, Rubinho e Jenson Button. Segundo Ross Brawn, a escolha levou em consideração a experiência dos dois pilotos e o curto tempo para treinos.

A escuderia surpreendeu naquele ano e venceu a temporada, com Button campeão e Barrichello terminando em terceiro. Enquanto isso, Bruno Senna ficou na geladeira da categoria e, tendo recusado propostas na DTM visando a F1, acabou na Le Mans Series.

Agora, a situação é inversa. Com um carro nada competitivo na Williams, Rubinho terminou a temporada de 2011 em 17°, tendo como melhor resultado nonos lugares em Mônaco e no Canadá . Mesmo ficando à frente de seu companheiro de Williams, ele viu Maldonado garantir seu segundo ano na equipe com a ajuda de fortes patrocinadores, enquanto sua situação era adiada.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Após muita negociação e com o grid da F1 quase completo para 2012, Rubinho acaba de receber a notícia de que Senna, dispensado pela Lotus Renault, ocupará o seu lugar. As perspectivas para o veterano são praticamente nulas: resta apenas uma vaga de titular para a próxima temporada, na Hispania, com muitos pilotos na briga.

Já Bruno começa a se preparar para os testes de pré-temporada, que acontecem no início de fevereiro. Além de garantir sua permanência na F1, ele entra em uma equipe que tem tudo para dar um grande salto em 2012. Após um desempenho decepcionante em 2011, a Williams terá importantes novidades neste ano. A escuderia retomará a parceria com a Renault , mesma fornecedora de motores da bicampeã Red Bull, e terá um carro todo desenvolvido sob a liderança do novo diretor-técnico, Mike Coughlan, com chances de, assim como a Brawn, passar de uma equipe desacreditada a uma equipe vencedora.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.