Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

"Sei da dificuldade, mas não jogo a toalha", diz Alonso

Ferrarista elogia Michael Schumacher, que completará 20 anos de sua estreia na F1

iG São Paulo |

Fernando Alonso afirmou nesta quarta-feira (24) que, em respeito aos fãs e à Ferrari, vai continuar na batalha por vitórias a partir do Grande Prêmio da Bélgica, mesmo estando em situação difícil no Mundial de Pilotos. A temporada é dominada por Sebastian Vettel, que tem 85 pontos de vantagem sobre o vice-líder Mark Webber e pode ser campeão mesmo se não vencer mais nenhuma corrida no ano. O espanhol é o quarto colocado na classificação, com 89 pontos a menos que o alemão.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Alonso, que aproveitou o recesso da Fórmula 1 para praticar ciclismo, disse, em seu blog no site oficial da Ferrari, que está em forma e ansioso para correr. “Não vejo a hora de voltar à pista e manter a boa sequência que estava impondo”, afirmou o espanhol, que venceu o GP da Inglaterra e foi ao pódio nas duas provas seguintes. “Sei da dificuldade da nossa situação no Mundial, mas não jogamos a toalha. Continuarei em busca do maior número possível de pontos: os caras da equipe e os fãs merecem isso”, ponderou.

Bicampeão do mundo, o espanhol exaltou Michael Schumacher, que nesta quinta-feira (25) comemora 20 anos de sua estreia na Fórmula 1, justamente em Spa-Francorchamps, sede da corrida das 9h (de Brasília) deste domingo (28). "Não cabe a mim explicar o quão grande o alemão é na categoria, os números falam por mim. Sete títulos mundiais e 91 vitórias são feitos incríveis”, afirmou. “Quando vim para Maranello, vi a forte ligação que o heptacampeão tem com a Ferrari”, completou.

Leia tudo sobre: f1michael schumacherfernando alonsoferraribélgica

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG