Organizadores do GP da Espanha pretendem que a prova ofereça mais oportunidades de ultrapassagem

Tradicionalmente, o circuito da Catalunha oferece poucas oportunidades de ultrapassagem. Dos 20 pilotos que largaram na pole na pista, 16 ganharam a corrida. Nesta temporada, espera-se que as novidades no regulamento – como a asa traseira móvel e o KERS – ajudem a tornar a corrida mais dinâmica. Caso contrário, organizadores estão dispostos a alterar o traçado.

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

“Se for realmente preciso, vamos fazer os investimentos necessários, porque gostaríamos de levar a corrida adiante”, disse Salvador Servia, diretor do circuito, em entrevista ao jornal espanhol La Vanguardia .

Ainda de acordo com Servia, as negociações para manter a Fórmula 1 e a MotoGP no local já estão em andamento.

Nesta semana, Martin Whitmarsh, chefe de equipe da McLaren, Sam Michael, chefe de equipe da Williams, e Otmar Szafnauer, executivo-chefe da Force India, disseram que esperam que a asa móvel, o KERS e o desgaste dos pneus tornem o GP da Espanha menos previsível . Os pilotos Lewis Hamilton, Michael Schumacher e Jarno Trulli reforçaram a opinião .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.