Tamanho do texto

Alemão ainda se considera capaz de correr na F1 e minimiza reclamações por suas manobras na Itália

Desde que voltou à Fórmula 1 , Michael Schumacher tem sido alvo de algumas críticas. Seu ex-companheiro Eddie Irvine, por exemplo, acha que o alemão é um piloto decadente . Porém, na opinião do heptacampeão mundial, seu desempenho ainda é bom o suficiente para a categoria.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Eu sou tão bom, tão perfeito quanto eu era durante esse tempo? Provavelmente não. No fim das contas, tenho 42 anos. Mas eu ainda sou bom o suficiente? Eu definitivamente diria que sim”, disse Schumacher, em entrevista ao jornal alemão Bild .

O heptacampeão mundial não acredita que tenha feito nada de errado durante o Grande Prêmio da Itália , quando teve de defender-se do ataque de Lewis Hamilton. As manobras do alemão foram motivo de polêmica depois da prova.

“Eu uso as regras até o limite. Em relação às reclamações dos outros, eu já estou acostumado. Se os fiscais falarem ‘foi duro mas tudo bem’, então eu terei feito tudo corretamente”, declarou Schumacher.