Tamanho do texto

Segundo o alemão, escuderia sabia que a embreagem de seu carro estava com problemas

Em agosto de 1991, Michael Schumacher se preparava para sua estreia na Fórmula 1 , justamente em Spa-Francorchamps – pista que receberá o Grande Prêmio da Bélgica neste domingo (28). Naquele fim de semana, o alemão largou em sétimo, mas abandonou na primeira volta por problema na embreagem. E, segundo o heptacampeão mundial, a Jordan, sua equipe na época, sabia do risco dessa falha ocorrer.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“O que aconteceu foi que tivemos problemas no aquecimento. Apontei o problema em nossa reunião, e discutimos se deveríamos ou não trocar a embreagem, mas Eddie (Jordan) disse que custaria caro demais. Então, ela quebrou”, disse Schumacher, em uma coluna feita especialmente para a revista alemã Auto Motor und Sport .

Relembrando seu primeiro fim de semana na F1, Schumacher contou também que ele e seu agente, Willi Weber, não ficaram em um hotel bom naquele fim de semana.

“Me lembro de ter ficado surpreso porque pensei ‘sim, estou na Fórmula 1 agora, a primeira classe’. Não estava particularmente incomodado, mas estava frio e o aquecedor não funcionava”, lembrou.