Heptacampeão diz que vai para a corrida em casa, no dia 24 de julho, com bom pressentimento

selo

Reuters
Michael Schumacher (à esquerda da foto) e Nico Rosberg, os dois pilotos da Mercedes
A Mercedes demonstrou um bom desempenho no GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1 , no último domingo (10), com Nico Rosberg terminando na sexta colocação e Michael Schumacher, na nona. Foi apenas a terceira vez na temporada que os dois pilotos da equipe pontuaram - as outras foram na China e na Espanha - e, de acordo com eles, muito do resultado se deve ao novo sistema de escapamento, estreado justamente em solo inglês. A esperança é que, com ele, a escuderia siga evoluindo no GP da Alemanha, no próximo dia 24 .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"Esta temporada tem sido difícil para prever as performances, mas posso prever uma coisa: o impulso extra que estamos recebendo será transformado em motivação extra. Vimos algumas evoluções no final de semana em Silverstone, com nosso novo sistema de escapamento, junto com as melhorias no trabalho com os pneus, então vamos para a próxima corrida com um bom pressentimento e com grande espírito de luta", disse Schumacher.

Definitivamente, a Mercedes vai motivada para a próxima etapa do Mundial. Além de viver um processo de evolução, a equipe estará correndo praticamente em casa, já que seus dois pilotos são alemães. "Nós definitivamente queremos mostrar para nossa plateia, em casa, o melhor nível de performance possível", reforçou Schumacher.

Se o heptacampeão mundial se diz empolgado com as mudanças no carro e com a possibilidade de correr em casa, com seu companheiro não é diferente. "Espero que possamos dar mais um passo adiante com os novos ajustes e diminuir a diferença para as outras equipes. Será empolgante pilotar em frente à grande plateia alemã. Espero que tenhamos um bom desempenho, eu e o carro", avaliou Rosberg.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.