Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Schumacher assume culpa pelo choque com Kobayashi

Alemão também lamenta sua nona colocação, mas elogia escuderia

iG São Paulo |

Depois de terminar o Grande Prêmio da Grã-Bretanha na nona colocação neste domingo (10), Michael Schumacher assumiu sua culpa no choque que teve com Kamui Kobayashi, da Sauber, no começo da prova. O alemão, que tocou o carro do japonês e foi submetido a um stop and go de 10 segundos durante a prova, lamentou seu desempenho na prova.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Meu resultado de hoje foi um pouco decepcionante e é claro que não estou feliz com isso. Acho que um quinto e até quarto lugar não estaria fora de cogitação, graças ao trabalho da Mercedes”, declarou o heptacampeão mundial. “Gostaria de comemorar mais pontos em Silverstone, mas infelizmente, por minha culpa eu não posso”, assumiu Schumacher.

O alemão disse que em seu acidente com Kobayashi, no início da prova, ele pecou ao usar a asa traseira móvel e perdeu o ponto de frenagem. “Tendo usado a asa móvel pela primeira vez na prova, cheguei à curva com muita velocidade e meu freio não estava funcionando corretamente”, justificou Schumacher.

O heptacampeão também elogiou o trabalho de sua escuderia, que ganhou a posição da Lotus Renault no Mundial de Construtores e agora é a quarta colocada. “O trabalho duro deles está se refletindo cada vez mais. Esse é o caminho para a próxima corrida, em casa”, concluiu.

A próxima parada da Fórmula 1 é o GP da Alemanha, que será disputado no dia 24 de julho. O líder do Mundial de Pilotos é o compatriota de Schumacher, Sebastian Vettel. O vice é Mark Webber e a temporada tem um novo terceiro colocado, Fernando Alonso, vencedor do GP da Grã-Bretanha.

Leia tudo sobre: f1schumachermercedessilverstone

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG