Tamanho do texto

Fórmula 1 não contará com a experiência do brasileiro, o jovem talento do espanhol e o dinheiro do russo

A temporada 2012 da Fórmula 1 traz algumas novidades no grid. O retorno de Kimi Raikkonen é a maior delas . Mas há também a entrada dos promissores Daniel Ricciardo e Jean-Éric Vergne na Toro Rosso, a volta de Nico Hulkenberg, que vai correr pela Force India, entre outras. Mas se uns chegam, outros saem. E aí algumas surpresas chamam bastante atenção.

Leia também: Kanaan confirma teste de Barrichello com carro da KV Racing

A ausência mais sentida deve ser a de Rubens Barrichello, que deixará de ser um dos pilotos da F1 após 19 temporadas consecutivas na categoria. O brasileiro perdeu a vaga na Williams para Bruno Senna e agora busca novos rumos. Nem mesmo a vasta experiência do piloto – ninguém tem mais GPs disputados do que ele – serviu para que Barrichello conseguisse manter o posto.

Outra saída surpreendente foi a de Jaime Alguersuari. O espanhol de 21 anos teve uma temporada 2011 respeitável, com resultados interessantes, e em diversas corridas mostrou talento. Para os chefes da Toro Rosso, porém, seu tempo na equipe acabou . Alguersuari tenta agora o posto de reserva em alguma equipe média ou grande. O piloto também foi cotado para uma vaga na Hispania, mas logo descartou a hipótese. A escuderia espanhola, aliás, é a única que ainda tem uma vaga oficialmente aberta . Rubinho e Alguersuari, porém, não estão entre os mais cotados para ficar com o posto.

Jaime Alguersuari foi bem em 2011, mas perdeu seu lugar no grid para 2012
EFE
Jaime Alguersuari foi bem em 2011, mas perdeu seu lugar no grid para 2012

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Se a Fórmula 1 em 2012 dispensou a experiência de Barrichello e o jovem talento de Alguersuari, pode ficar também sem o dinheiro de Vitaly Petrov. O russo, que disputou as duas últimas temporadas pela Lotus (antiga Lotus Renault), foi preterido na escuderia pelas chegadas de Kimi Raikkonen e Romain Grosjean – mesmo com contrato ainda vigente. Se os seus resultados nunca foram muito expressivos, o dinheiro trazido por ele sempre foi digno de atenção.

Petrov tem ajuda forte de patrocinadores russos, o que ainda pode lhe ajudar a conseguir uma vaga para 2012. Além de disputar a vaga da Hispania, há também a possibilidade dele tomar o lugar de Jarno Trulli na Caterham (ex-Team Lotus). Se isso não acontecer, Petrov pode acabar como piloto de testes da Pirelli , fornecedora exclusiva de pneus da F1.

Quem também fez uma boa temporada de 2011, mas não estará no grid em 2012, é Adrian Sutil. O caso do alemão, porém, é um pouco mais complexo. Sutil ficou com a imagem manchada na categoria por conta da agressão em Eric Lux, um dos sócios da Lotus, em um bar na China. O piloto está sendo processado e isso pode até significar o fim de sua trajetória na F1.