Tamanho do texto

Brasileiro acredita em sua permanência na Williams e já tem desenho de capacete para o próximo ano

Após o pior ano da Williams na história e o fraco desempenho do seu carro nesta temporada, Rubens Barrichello afirmou que tudo o que ele quer em 2012 é um carro competitivo. O brasileiro se mostrou confiante em sua permanência na Fórmula 1 no próximo ano e disse que usará um capacete cujo modelo foi desenhado pelo seu próprio filho.

Leia também: Co-fundador, Patrick Head anuncia sua saída da Williams

"Meu filho pintou um capacete para que eu use no ano que vem e, se eu assinar meu contrato, usarei este design na minha primeira corrida", revelou Rubinho. "A única coisa que sei é que, se depender de mim, estarei de volta", acrescentou.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Ciente do péssimo ano da Williams, o brasileiro ressaltou as dificuldades encontradas após a saída de Sam Michael da escuderia. "Este ano foi muito duro para a equipe, que teve que lidar com a ausência de Michael e a entrada de Mark Gillan. Sabemos que na F1 pessoas vão e vem. A pressão é muito grande nesta categoria", explicou.

Focado no seu futuro, Barrichello destacou sua vontade de permanecer na Fórmula 1 , solicitando apenas um carro que lhe dê condições de brigar de igual para igual com os rivais da frente.

"Estou pronto para dar o que for pedido pelo time. Não preciso de um grande contrato, eu quero somente que me digam que terei um carro competitivo no ano que vem. Não quero favores e pilotar somente pelo prazer de correr", encerrou.