Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Ross Brawn elogia evolução da Mercedes na China

Chefe da equipe disse que os carros melhoraram muito, mesmo com pouco tempo entre as corridas

iG São Paulo |

O chefe da equipe Mercedes, Ross Brawn, revelou nesta segunda-feira (18) que os eventos pré-corrida que a equipe faz nos fins de semana de GPs contribuíram muito para o desempenho da equipe na China. Após duas corridas decepcionantes no início da temporada, os pilotos da Mercedes conseguiram bons resultados em Xangai.

Nico Rosbreg liderou a prova e quase conquistou um lugar no pódio, antes de ter sido forçado a parar para reabastecer no fim da etapa. O alemão terminou a prova na quinta posição. Seu companheiro de equipe, Michael Schumacher, ficou em oitavo.

Siga o iG automobilismo no Twitter

Getty Images
O chefe da Mercedes Ross Brawn diz que melhora da equipe se deve ao trabalho extra-corrida
Apesar do time ficar desapontado com a questão do combustível, que custou pontos importantes, o desempenho total em Xangai foi positivo e Brawn disse que o fator principal foi finalmente extrair todo o potencial do carro. “Da nossa perspectiva, em Melbourne nós tivemos muitos problemas com o WO2 e as coisas saíram errado”, disse.

“Nós chegamos para a corrida de forma diferente. Não corremos de volta para a fábrica depois do GP da Malásia, mas fiquei aqui com os engenheiros e isso nos deu dois bons dias para pensar sobre as coisas e mudar nossa corrida um pouco, o que acho que ajudou”, seguiu o dirigente.

“O carro correu suavemente, tivemos uma falha com o carro de Michael durante a classificação novamente. Essa asa fica no limite quando as abas são ativadas, e é sempre na volta crucial que vem acontecendo. Então temos uma nova asa para Istambul que deve resolver nossos problemas”, acrescentou Brawn.

“No geral, tivemos um bom fim de semana em relação às configurações do carro. Mas ainda não estamos no nível de Red Bull e McLaren. Tivemos uma estratégia diferente na corrida. Estava funcionando, o que torna frustrante o desfecho”, finalizou o chefe da Mercedes.
 

Leia tudo sobre: Ross BrawnMercedes GP

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG