Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Rosberg aponta asa móvel como a melhor ideia da história da F1

Piloto da Mercedes destacou a emoção gerada pelo novo sistema e ainda elogiou os pneus da Pirelli

iG São Paulo |

Nesta terça-feira (19), em entrevista à Revista Autosport, o piloto Nico Rosberg, da Mercedes, disse que considera a criação da asa traseira móvel a “melhor ideia da história da Fórmula”.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O sistema, que ajudou no aumento de ultrapassagens durante as primeiras provas da temporada, ainda não agrada a todos na categoria. Mas o alemão da Mercedes acredita que graças à asa móvel a emoção das corridas aumentou muito.

“Ninguém mais está dizendo que as corridas são chatas. Existem ultrapassagens pela esquerda, pela direita, pelo meio, por todas as partes”, afirmou. Entusiasmado, Rosberg apontou a grande diferença que o DRS (Drag Reduction System) causou de uma temporada para outra.

“Em apenas um ano as pessoas deixaram nosso esporte muito mais divertido, e isso é ótimo para os fãs. Isso aconteceu por causa das asas e dos pneus”, disse. “A asa traseira móvel é provavelmente a melhor ideia da história deste esporte. Os pneus também. Muita gente tem criticado a Pirelli, mas eles fizeram da F1 algo espetacular. Isso é bom”, completou.

Apesar do otimismo de Rosberg, nem todos na categoria estão plenamente satisfeitos com as mudanças. O chefe da equipe Ferrari, Stefano Domenicali, acha que demorará um pouco mais para o novo sistema da asa traseira móvel se firmar como um completo sucesso.

“Vimos situações diferentes nas três primeiras corridas da temporada, então precisamos esperar um pouco mais para fazermos um balanço exato”, explicou. “Na minha opinião, a ativação do DRS tem um efeito diferente se é feito no início ou no fim da corrida, depende do pneu que você tem”, afirmou Domenicali.

O ferrarista acredita que, no caso da corrida da China, que presenciou 63 ultrapassagens (um recorde desde 1990), os penus foram os maiores responsáveis pelas manobras. “A razão principal das ultrapassagens na China foram os pneus, que eram totalmente diferentes uns dos outros, o que permitia ultrapassagens”, finalizou.
 

Leia tudo sobre: nico rosbergmercedesstefano domenicali

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG