Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Ron Dennis revela que chorou ao assistir documentário "Senna"

Ex-chefe da McLaren, britânico comentou rivalidade do brasileiro com Prost e diz que tetra seria realidade para o piloto

iG São Paulo |

Getty Images
Saudoso, Ron Dennis lembrou da relação próxima que tinha com Ayrton Senna
O britânico Ron Dennis admitiu que chorou ao assistir ao documentário “Senna”, do diretor Asif Kapadia. Dennis era chefe da McLaren durante a passagem do piloto brasileiro pela equipe.

“Em certos pontos do filme eu chorei. Algumas imagens me tocaram profundamente. Nós tínhamos uma relação muito próxima, não apenas brigas sobre contratos”, disse Dennis, em entrevista ao jornal italiano “Gazzeta dello Sport”.

Dennis também falou sobre a rivalidade de Senna com o francês Alain Prost. Os dois pilotos foram companheiros de equipe sob a tutela do britânico na McLaren.

“Se você tenta vencer com apenas um piloto, então a habilidade do time para vencer sofre. O que está claro é que, apesar da disputa, nós vencemos 15 das 16 corridas em 1988”, lembrou.

O ex-patrão de Senna disse também que, caso o brasileiro, campeão da F1 em 1988, 1990 e 1991, não tivesse sofrido o acidente fatal em 1994, seguramente teria ao menos alcançado o tetracampeonato na categoria.

“Você só pode dizer isso com uma bola de cristal. Quando ele foi para a Williams, a equipe estava com problemas, mas ele teria usado a experiência dele e vencido ao menos um quarto campeonato”, opinou Dennis.

Leia tudo sobre: Ron DennisAyrton Senna

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG