Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Roberto Mieres, ex-piloto da F1, morre aos 87 anos, no Uruguai

Argentino disputou 17 Grandes Prêmios na categoria e marcou pontos em sete corridas

Gazeta |

Roberto Mieres, ex-piloto da Fórmula 1, morreu nesta sexta-feira (27), aos 87 anos de idade, no Uruguai. O argentino, que pilotou por Gordini, Maserati e por uma equipe própria, participou de 17 etapas da categoria na década de 1950.

Leia também: Vettel pode entrar para Top 5 histórico de vitórias e poles

Com uma carreira de sucesso em seu país natal, Mieres foi descoberto por Giuseppe Farina e Alberto Ascari, durante uma disputa de um GP da Alfa Romeo, em Rosario, antes da Primeira Guerra Mundial. Os dois o aconselharam a fazer carreira na Europa.

No Velho Continente, Roberto Mieres virou piloto de testes da Gordini, em 1953, e estreou no mesmo ano no GP da Holanda. O argentino marcou pontos em sete dos oito GPs que finalizou, em um total de 17 nos quais competiu por Gordini, Maserati e pela sua própria equipe.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

No ano de 1955, o argentino disputou as 24 Horas de Le Mans pela Maserati. Após encerrar a carreira na Europa, Roberto voltou à América do Sul, onde continuou a pilotar. Um fato curioso da vida de Mieres é que o ex-piloto representou a Argentina nas Olimpíadas de 1960, em Roma, na competição de vela.

Leia tudo sobre: Roberto Mieresex-pilotoFórmula 1f1

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG