Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Ricciardo diz ser cedo para pensar em vaga na Red Bull

Australiano afirma que sua única preocupação em 2012 é a Toro Rosso

AE |

selo

Escolhido como um dos pilotos da Toro Rosso para a temporada 2012 da Fórmula 1, Daniel Ricciardo garante não ter pressa para definir o seu futuro. O australiano, que participou de algumas corridas pela Hispania em 2011, é apontado como possível sucessor do compatriota Mark Webber na Red Bull em 2013. Para ele, porém, ainda é muito cedo para pensar em uma troca de equipe.

Leia também: Chefe diz que Red Bull corre contra o tempo para ter carro pronto

"Já houve rumores sobre isso na imprensa, o que parece bastante otimista. Ainda nem sentamos no carro para 2012 e já estão falando em 2013", afirmou Ricciardo, que fez parte do programa de jovens pilotos da Red Bull e agora competirá pela equipe irmã da atual bicampeã do Mundial de Construtores. "No entanto, é um longo tempo até lá e muitas coisas podem acontecer, esta é a realidade", completou.

Assim, o piloto garantiu que sua única preocupação em 2012 será com a Toro Rosso, apesar de admitir o sonho de correr pela Red Bull no futuro. "Entendo muito bem a filosofia da Red Bull e, sim, um dia eu adoraria correr lá, mas, até agora, isso é apenas um grande objetivo. Tenho 20 corridas neste ano, vou correr pensando uma por uma, de forma a ter certeza que cada evento tenha sido cumprido plenamente, sem arrependimentos", comentou.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Ricciardo avaliou como natural a pressão por resultados e a constante troca de pilotos na Fórmula 1, como aconteceu com a Toro Rosso, que mudou a sua dupla para 2012. "Trabalho há quatro anos com o [Helmut] Marko [responsável pelo programa de jovens piltoos e principal conselheiro da Red Bull], então sei muito bem que ele tem expectativas altas. Uso isso como motivação para conseguir o melhor de mim e ir até o limite. Se isso for alcançado, então aí terei sucesso", afirmou.

Apesar disso, o australiano admitiu que ficou surpreso com a decisão da Toro Rosso de trocar Jaime Alguersauri e Sebastian Buemi, que correram pela equipe em 2011, por ele e Jean-Éric Vergne. "Não tinham me dado nenhuma dica anterior de que era nessa direção que o time estava indo. É uma grande oportunidade para mim", disse.

Leia tudo sobre: F1Daniel RicciardoToro RossoRed BullMark WebberSebastian Vettel

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG