Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Resignado, Schumacher pensa em ser sétimo ou oitavo na Hungria

O alemão ainda não voltou ao pódio desde que abandonou a aposentadoria e assinou com a Mercedes, em 2010

Gazeta |

O alemão Michael Schumacher ainda não voltou ao pódio desde que abandonou a aposentadoria e assinou com a Mercedes, em 2010. E, de acordo com o heptacampeão, não será no GP da Hungria, em Hungaroring, neste final de semana, que isso acontecerá. A realidade da equipe alemã, segundo o piloto, é de sétimo ou oitavo lugar, atrás das duplas da Red Bull, Ferrari e McLaren.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"Podemos dizer que, se as coisas forem normais, se eu não rodar e se Nico não pegar um jogo ruim de pneus, podemos ser sétimo e oitavo. Essa é nossa posição, pelo que eu vi em Nurburgring. Daí para o pódio é um caminho longo. Se houver circunstâncias imprevistas, tudo pode acontecer, mas a previsão para domingo é de tempo seco", lamentou.

Ele ainda garantiu que não há um problema com a degradação de pneus na Mercedes, como indicava a posição de ambos no GP da Alemanha. Schumacher e Rosberg ficaram atrás da Force India de Adrian Sutil, pois fizeram três paradas contra duas do rival.

"Melhoramos nessa área. Nurburgring foi frio, então não houve superaquecimento. Desde que tivemos as atualizações, a maioria desses problemas foi resolvida. Na minha visão, se eu não tivesse rodado, poderia ter ficado à frente de Adrian. É uma questão de estratégia", explicou.

Schumacher tem 32 pontos e está na décima colocação no Mundial de Pilotos. Rosberg, em sétimo, soma 46.

Leia tudo sobre: Fórmula 1MercedesMichael Schumacherf1

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG